Wrap Dress, o icônico vestido de Diane Von Furstenberg

  banner dia dos namorados  

O Wrap Dress, em português, vestido envelope, foi criado há 45 anos pela estilista belga Diane Von Furstenberg. Com o slogan “Sinta-se mulher. Use um vestido”,  o modelo atingiu no primeiro ano de vida a marca de quatro milhões de vestidos vendidos no mundo, contribuindo para que Diane, na época com 26 anos, fosse reconhecida como uma das mais conceituadas estilistas do mundo.

Hoje continua a ser a criação mais icônica de Diane, tendo inúmeras releituras ao longo dos anos e se tornou um símbolo de elegância e classe.

Confira abaixo a trajetória do icônico vestido e da estilista.

Sinta-se mulher, use um vestido

“Quando o desenhei, pensei em algo que fosse sexy, elegante, feminino e, ao mesmo tempo, prático e fácil de vestir. A mulher precisava de tempo para pensar em outras coisas, em vez de só se produzir”, contou a estilista ao Estadão em 2010, quando esteve no Brasil para a abertura da exposição “Journey of a Dress” (A Jornada de um Vestido), uma retrospectiva da carreira da estilista, realizada no Shopping Iguatemi, em São Paulo.

Diane sempre procurou criar peças que deixassem as mulheres mais bonitas e livres para terem uma vida produtiva.

Eu não nasci só para esposa. Queria minha também emancipação, queria trabalhar, badalar… E criei peças pensando em mulheres como eu. A mulher que trabalha não precisa estar descuidada. Praticidade continua a palavra de ordem em dias em que temos pouco tempo para estar lindas e prontas”.

Em 2014, Diane abriu em Los Angeles uma nova exposição para celebrar os 40 anos da sua principal criação. Com mais de 200 peças, a exposição exibiu a trajetória do vestido que virou símbolo da emancipação feminina, além de croquis, quadros pintados por amigos famosos e outras consagradas criações da estilista.

 

A exposição ‘Journey of a Dress’ contou a tragetória de Diane.

A mostra se dividia em várias etapas, como a “American Dream”, momento que retrata a chegada de Diane aos Estados Unidos, e a atmosfera dos anos 1970, época na qual a estilista era figurinha carimbada nas festas realizadas no Studio 54, em Nova Iorque.

Um ano de comemorações

A  exposição foi uma das primeiras comemorações para o vestido. Também em 2014, lançou  “Pop Wrap”, uma coleção feita em parceria com a Fundação Andy Warhol, com camisetas, vestidos e acessórios; e o livro “The Woman I Want to Be” (A Mulher que eu Queria de Ser).

“Sempre soube a mulher que queria me tornar. Toda mulher é forte e não precisa ter corpo de homem para realizar nada na vida. Aprendi isso com os anos. E aprendi que minha função no mundo é criar peças bonitas que deixam as mulheres mais bonitas, poderosas e confiantes”, orgulha-se.

Sobre a estilista

Diane Simone Michelle Halfin nasceu na Bélgica em 31 de dezembro de 1946, numa família judia de classe média alta. Tornou-se princesa ao se casar com Egon von Furstenberg, em 1969. Atualmente possui cidadania americana, tem dois filhos e três netos.

Chegou em Nova Iorque em 1970 com uma mala cheia de vestidos de malha que criou na fábrica de seu amigo, Angelo Ferretti. Criou o icônico Wrap Dress em 1974, quando foi encorajada por Diana Vreeland, editora da Vogue na época.

O modelo foi um sucesso instantâneo e colocou o nome de Diane no mapa do mundo da moda.

Quem Usa?

O wrap dress é um modelo que valoriza qualquer tipo de corpo, além de ser um modelo elegante, versátil e atemporal. Ao longo dos anos o modelo foi feito em todas as cores e estampas.

Conquistou inúmeros admiradores ao redor do mundo, além de ser usado por inúmeras celebridades em tapetes vermelhos e premiações, pela realeza e primeiras damas.

Michelle Obama, a Duquesa de Cambridge, Oprah e Madonna são alguns dos nomes que já usaram o icônico vestido.

View this post on Instagram

Just perfection💎

A post shared by Kate Middleton (@katemiddletonphotos) on

Além do modelo para o dia-a-dia, o wrap dress possui variações mais glamurosas, sendo usadas para tapetes vermelhos em versões bordadas.

Já conheciam o Wrap Dress? O que acham dele? Usariam o modelo?

No Etiqueta Única você encontra inúmeros modelos do icônico wrap dress!

  banner dia dos namorados  

1 COMENTÁRIO

  1. Adoro o wrap dress. Acho que valoriza bastante o corpo da mulher, além de ser prático. Mesmo nos modelos mais glamurosos, eles são muito elegantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here