Tiffany & Co – joias, diamantes e a famosa caixinha azul

  Banner da campanha de black month do Etiqueta Única 2019.  

A Tiffany & Co foi fundada em 1837 e é a marca responsável pelo maior objeto de desejo das mulheres: o diamante.

Os diamantes trabalhados da joalheria são considerados os melhores e mais puros que se pode encontrar, além da caixa desejo Blue Tiffany com a cor característica da marca. A Joalheria possui em suas coleções anéis, brincos e acessórios de luxo diversos.

Para quem ainda não teve a oportunidade de conhecer, trata-se de uma das mais tradicionais joalherias de luxo existente no mundo todo. Ela foi eternizada pela atriz Audrey Hepburn no clássico filme Bonequinha de Luxo.

O começo da Tiffany & Co

A história do contos de fadas teve início em 1837, quando dois jovens chamados Charles Lewis Tiffany e John B. Young utilizaram um montante de apenas US$ 1.000,00 dólares para começar o seu próprio negócio, investindo no mercado de joias.

Fundaram então a Tiffany, Young & Elilis bem no coração da cidade de Nova York, na avenida Brodway, número 259. O Ellis que vinha no nome da loja era derivado do primo rico de Tiffany, que recebeu o convite dos meninos para investir na empresa e ao aceitar, passou a trazer da Europa grandes peças de luxo e que já tinham um maior potencial de vendas.

Fundadores da Tiffany
Fundadores da Tiffany

A primeira loja da marca trazia em suas vitrines artigos de papelaria em geral e objetos de decoração dedicados a casas e escritórios, deixando o ambiente mais bonito e elegante.

Para se ter uma ideia do quanto foi trabalhoso a história da marca, o primeiro dia de vendas, eles fecharam o caixa com um total de US$ 4,98 dólares. Uma das atitudes que começou a causar certo barulho, era o fato de a loja oferecer etiquetas onde os preços não eram negociados. Para aquela época, tratava-se de uma atitude ousada!

De forma rápida eles passaram a atrair uma clientela fiel ao apresentar a primeira coleção de joias a venda, chamada de Palais Royal. Todo esse sucesso de deu ao fato de, naquela época, poucas eram as mulheres que tinham uma joia “real”! para chamar de sua. Por tanto, esse fato da nobreza as encantou definitivamente.

Primeira Loja Tiffany
Primeira Loja Tiffany

Logo depois, em 1845, eles resolveram lançar de modo oficial o primeiro catálogo da loja, o mesmo que até os dias de hoje recebe esse nome The Blue Book. Alguns anos depois, eles começaram a entrar no ramo de jóias de ouro, em 1848.

Com o passar dos anos, a loja acabou crescendo e seguindo o sentido da cidade na qual ela estava instalada, conseguindo estar presente nos momentos mais importantes das vidas de seus fiéis clientes.

Anéis de noivado, de casamento, artigos para casa, papelaria em geral: era possível que você encontrar tudo aquilo que deseja aqui, em apenas um único lugar. Outro ponto diferente da marca era uma lista de presentes de casamento que você podia deixar no local, ato feito por muitos noivos na época.

Em 1853, Charles Tiffany passou a assumir o controle da loja e então, passou a se chamar, definitivamente de Tiffany & CO. E a esta altura você deve estar se perguntando: e o reconhecimento da Maison dentro do mercado internacional, quando começou?

Tiffany & CO e o mercado internacional

A sua expansão pelos horizontes se deu apenas em 1867 num evento denominado de Exposição Universal de Paris. Lá, a Tiffany conseguiu receber o prêmio de “qualidade em prata”, uma premiação inédita até o presente momento para as casas de design norte-americanas.

Com essa premiação, a Tiffany passou a integrar um seleto mercado de jóias de grife, equiparando-se a muitas joalherias europeias.

Tiffany uma das mais conceituadas joalherias do mundo
Tiffany uma das mais conceituadas joalherias do mundo – imagem da loja na Ásia

O ramo de joias e de relógios viria a ser conquistado de vez três anos depois, em 1870, principalmente com o lançamento de sua nova coleção toda trabalhada em prata.

Em 1902, o filho de Charles, Louis Comfort Tiffany passou a assumir o departamento de designer e manufatura de joias, que ficou popularmente conhecido como Tiffany Art Jewely. Para que você consiga dimensionar o tamanho dessa conquista, um andar todo fora destinado para a exibição do departamento, que funcionava como um tipo de laboratório de criação que servia de inspiração para o jovem e também para a Tiffany.

Conforme suas criações foram ganhando notoriedade, ele recebeu convite para decorar o interior da Casa Branca.

Mas não foi por esse fato que ele se tornou conhecido, não. Sua fama se deu ao esculpir peças muito coloridas e esmaltadas de forma orgânica. Inspirada pelo estilo Art Nouveau, as peças tinham um caráter único e simbólico.

Abajur Tiffany & Co
Abajur Tiffany & Co

Objetos de decoração, design e joias, como as famosas Tiffany Lamps (para quem ainda não viu, são aqueles abajures tradicionais da marca, efeitos em diversas tonalidades de vidro diferentes) viriam a se tornar presença obrigatória aos colecionadores de plantão, sem contar a presença obrigatória dentro dos maiores museus espalhados por todo mundo.

Loja Tiffany & Co

No ano de 1940, a Tiffany & Co acabou se mudando para o endereço no qual permanece até os dias de hoje: 727, 5ª Avenida, de esquina com a rua 57. O prédio no qual ela está abrigada é completamente elegante e poderoso, com o estilo arquitetônico  Art Deco de cinco andares, que fora desenhado pela Cross&Cross.

Quem já foi até a cidade de Manhattan sabe bem que este é um principais pontos turísticos da cidade. Estima-se que entre 5 e 7 mil pessoas passam por lá todos os dias!

Lojas Tiffany & Co
Lojas Tiffany & Co

O poder da Tiffany já se faz presente do lado de fora, através da sua estátua de bronze do Deus Atlas, que fora feita através das mãos de H.F Metzler. Ela mede, aproximadamente, 30 centímetros e está na empresa desde 1850.

Diz a lenda que o relógio da estátua parou de funcionar apenas uma vez desde que ela fora desenhada, no momento exato da morte do presidente Lincoln em 1864. Esta é, sem dúvidas, apenas mais uma entre as milhares histórias que permeiam esta grande marca.

Tiffany e as coleções autorais

Não podemos negar que a marca impressionou muito durante os anos de existência, não é verdade? O que mais chama a atenção são suas peças exclusivas e originais.

Tanto que na década de 50, o designer Jean Schlumberger foi o convidado do ano para ser desenhista exclusivo da Tiffany, trazendo à marca um conceito mais puro de sofisticação, perpetuando o seu nome no rol de designers, criando inúmeras coleções originais.

Não demorou muito até que ele se tornasse o verdadeiro queridinho das consumidoras da Tiffany & Co, como por exemplo, a editora de moda Diana Vreeland e de ninguém mais ninguém menos de Jackie Kennedy.

Uma de suas peças, de tanto que apareceu pela mídia local, resolveu ser batizada com o seu nome. Estamos falando dos braceletes que vinham com esmaltação paillonée e que foram de autoria e criação dele, sendo carinhosamente apelidado de Jackie’s Bracelets.

Jackie’s Bracelets
Jackie’s Bracelets

A essa altura do campeonato, com muito sucesso e uma bagagem respeitável, a marca passou a inaugurar sua primeira loja fora da cidade de Nova York, abrindo uma unidade em São Francisco, Califórnia. E claro que o solo internacional não estaria ausente dos planos de expansão da marca, abrindo no Japão sua primeira loja fora dos EUA, em 1972.

Dois anos depois dessa conquista, a designer italiana Elsa Paretti passou a  trazer para a Tiffany um design mais clean, mais limpo, com linhas suaves e delicadas, porém, bastante sensual. Em 1947, na época do lançamento dessa nova coleção, a revista NewsWeek chegou a soltar uma nota pública que dizia exatamente o seguinte:

Desde o Renascimento não se via algo tão diferente na maneira como as pessoas usam joias.

Tudo isso porque Elsa conseguiu imprimir um toque muito mais moderno e sofisticado aquelas peças que até o presente momento, ninguém havia conseguido.

Ela utilizava peças em formas orgânicas, sempre feitas em laca ou em prata, além de brincar com o tradicional ouro (marca carimbada da Tiffany), pérola e platina.

Ficou uma coleção conhecida por suas abstrações naturais, como ossos, lágrimas, feijões, corações e até estrelas do mar. Suas peças possuem uma sensualidade ímpar. Devido ao formato anatômico, elas conseguiam balançar juntamente com o seu corpo. Até os dias de hoje, os colares Tiffany & Co são sinônimos de luxo e riqueza.

Na década de 80, John Loring, que até o presente momento era o diretor criativo da marca, chamou sua amiga íntima, Paloma Picasso a trabalhar junto com ele na empresa. É claro que você já associou ao sobrenome dela a outro artista famoso e sim, o mesmo dom foi propagado pelos laços sanguíneo.

Paloma, que era a filha preferida de Picasso, absorveu de forma rápida todo esse espírito trazido pela marca e começou a desenvolveu sua própria linha, que tinha todo um estilo de ser, conseguindo traduzir de forma automática o fascínio pelo poder que havia.

Loja de luxo Tiffany & Co
Loja de luxo Tiffany & Co

O mercado Europeu só veio alguns anos mais tarde, em 1986, quando eles resolveram inaugurar sua primeira loja luxuosa em Londres. E por coincidência (ou não), também é nesta década que a presença dos perfumes Tiffany começaram a chegar e marcar presença no mercado.

Tiffany & Co inaugura loja no Brasil

Claro que o Brasil não poderia ficar de fora de seus planos de expansão, tanto é que em 2001 eles resolveram abrir a sua primeira loja por aqui. Ela está localizada no Shopping Iguatemi, na cidade de São Paulo.

Em 2003, apenas dois anos depois, mais uma nova loja fora inaugurada na Rua Haddock Lobo, que depois, em 2008, foi transferida definitivamente para o Shopping Cidade Jardim

Loja Tiffany no Brasil
Loja Tiffany no Brasil

Atualmente, contamos com cinco unidades da Tiffany & Co no Brasil: Em são Paulo, Em Curitiba, Em Brasília e no Rio de Janeiro. Esses lançamentos em solo nacional aconteceram ao mesmo tempo em que abriram, pela primeira vez, sua loja em Bogotá. E estas todas que citamos são todas as lojas oficiais da Tiffany espalhadas pela América Latina.

Não é novidade para ninguém que a marca detém um poder fascinantes sobre as melhores joias do mundo, conseguindo cativar amplamente o seu público, composto basicamente e principalmente por mulheres.

Como ela entende tão bem da alma feminina, mesmo em um cenário econômico não muito favorável, a marca continuam expandindo suas coleções e o lucro da empresa não sofre variação, está sempre crescente.

E qual o segredo para o tamanho sucesso? Adivinhem: Marketing. A estratégia de marketing utilizada mostra a Tiffany como uma necessidade e não apenas como mais um acessório de luxo.

A marca está sempre em lançamento de novas coleções, buscando linhas cada vez mais fluídas, pulseiras Tiffany que sejam adequadas ao dia a dia da mulher moderna. A marca não se acomodou ao sucesso e está sempre atrás de conseguir acompanhar a revolução da mulher do século XXI.

Timeless. Unexpected. The new #TiffanyFragrance. Shop the link in our bio.

A post shared by Tiffany & Co. (@tiffanyandco) on

Além disso, é muito limitado pensarmos numa marca tão grande, que começou vendendo um pouco de tudo, que ela limitaria-se apenas na comercialização de joias.

A expansão da comercialização de novos perfumes, de óculos de sol e, mais recentemente, a criação e desenvolvimento de bolsas em couro levam a Tiffany & Co ao um novo patamar do luxo e da cobiça por seus produtos a partir de 2003.

Centenária, a marca mostra o poder da sofisticação de forma simples, cultural e com propriedade sobre o assunto. São peças atemporais e que poderão ser utilizadas em diversas ocasiões. Qualquer peça que envolva a assinatura de Tiffany & Co evolve um design inovador, com peças meticulosamente separadas, com um trabalho artesanal perfeito que transpiram confiança e credibilidade ao longo dos anos.

Ainda hoje, é um dos desejos mais queridos pelas mulheres do mundo todo!

Óculos Tiffany & Co

Com a expansão da marca, uma das modalidades adquiridas pela Tiffany são os famosos óculos de sol Tiffany. As armações seguem um design contemporâneo e moderno, sendo sinônimo de luxo e sofisticação até os dias atuais.

Óculos de sol Tiffany
Óculos de sol Tiffany

A famigerada caixinha azul

Existem algumas confecções que estão guardadas dentro do estoque da Tiffany que milionário nenhum consegue comprar. Não importa o quanto você tem de dinheiro: você apenas não conseguirá ter. Não importa o seu nome, a sua reputação e muito menos o motivo que está levando você a fazer isso.

Esta peça que nós estamos falando somente poderá ser presenteada. Sim, estamos falando da clássica caixinha azul, que embala os mais desejados produtos oferecidos pela marca.

E sim, ela é um verdadeiro ícone da cultura norte-americana, sendo considerada, por muitos, um verdadeiro patrimônio histórico da nação. Ele fora adotado em 1837 e recebeu o nome de Tiffany Blue Box, vindo coroada, para finalizar, com uma fita de cetim branco.

Laço Tiffany
Laço Tiffany

Para você ter o tamanho da importância desse verdadeiro ícone Tiffany, os funcionários passam por um treinamento adequado para que eles aprendam a dar o laço da melhor forma possível, de maneira organizada e harmônica.

Ao desfazer o laço, ele deverá deslizar de forma suave e bastante elegante. O tom azul turquesa Tiffany também fora patenteado pela marca, onde só está poderá utilizá-lo.

Com o passar dos anos, o azul recebeu uma nomeação especial: Tiffany Blue, e está presente em todos os pacotes que saem de suas lojas. Para se ter ideia de sua importância, o tabloide americano The Sun publicou em uma de suas notas:

Existe algo no Tiffany que você jamais conseguirá comprar, não importando o dinheiro que você tem: sua famosa caixinha azul

Lá dentro pode conter um anel que está avaliado em meio milhão de dólares, como também pode conter um pingente de UR$ 300,00. O que vale mesmo é a magia ao receber esse ícone atemporal e conseguir decifrar o magnetismo que existe por trás disso.

A Verdadeira estrela de um filme

Essa história teve início ainda nos anos 50, quando o então escritor Truman Capote resolveu lançar um livro chamado Breakfast at Tiffany’s (Bonequinha de Luxo). Depois desse feito, ou melhor, 11 anos depois, em 1961, Hollywood resolveu produzir o filme baseado com o livro escrito, convidando ninguém menos que Audrey Hepburn para interpretar o papel de Holly Golightly.

Holly em frente a vitrine da Tiffany
Holly em frente a vitrine da Tiffany

Para quem não assistiu ao filme, Holly é uma garota de programa que tem apenas uma meta na vida: casar-se com um homem milionário. Ela dizia uma frase que ninguém jamais irá se esquecer:

Nada de ruim pode acontecer a você na Tiffany

Uma das cenas mais marcantes do filme, Holly está observando a vitrine de luxo da Tiffany & Co, esperando que seu príncipe encantado por fim, aparecesse. Dessa forma, a marca ficou ainda mais renomada e reforçou o padrão de alto luxo idealizado por seu proprietário. Tornou-se símbolo de algo exclusivo, bonito e elegante, sendo o desejo de todas as mulheres.

O famoso diamante Tiffany

A relação entre essa marca tão poderosa e as preciosas pedras de diamante nasceu quando o proprietário desta resolveu arrematar 1/3 da Coroa Francesa com as pedrinhas. O barulho naquele época foi tão grande e o objeto recebeu o nome de “Coroa Rei dos Diamantes“.

O apelido pegou, e ficou ainda mais forte em 1877, quando a marca surpreendeu a todos com o maior e mais belo diamante amarelo já visto na história! Ele fora encontrado nas minas Sul Africanas e considerado por muitos, um artefato raríssimo!

Diamante amarelo tradicional Tiffany
Diamante amarelo tradicional Tiffany

Sob os cuidados minuciosos de George Frederick Kunz que foi o primeiro geólogo contratado oficialmente pela Tiffany, o diamante consegui ser cortado em 90 facetas (algo jamais visto) conferindo Àquela pedraria um brilho inesquecível, muito semelhante ao fogo.

Depois desse fato histórico, a missão dos artesãos da Tiffany era elevar o diamante em sua máxima potencialidade, deixando-os mais brilhantes, algo jamais visto. O diamante, de tão especial, recebeu o nome de Tiffany Diamond e se tornou o verdadeiro símbolo daquela joalheria, se por sua vez, se tornou sinônimo do bom trabalho com pedras preciosas. Foi aqui que a marca recebeu o título de Rainha dos Diamantes.

Para quem se interessou pela história e está afim de conhecer pessoalmente esse incrível diamante, saiba que ele está exposto logo no primeiro andar da loja Tiffany & Co, localizada na 5ª Avenida, NY.

Linha do Tempo da Tiffany & Co

  • 1837: Nasce a Tiffany com nome de Tiffany, Young & Elilis.
  • 1845: Lança-se o primeiro catálogo oficial da loja, uma verdadeira novidade na época, tornando-a mais exclusiva e especial!
  • 1853: Charles, um dos sócios, passa a assumir o controle total e integral da loja e aí ela passa a se chamar, definitivamente, de Tiffany & Co.
  • 1861: Ganhou uma incrível visibilidade ao ser a marca responsável pela elaboração da pulseira de ouro com pérolas destinada a Mary Tood, esposa de Abrahan Lincoln.
  • 1867: A Tiffany recebeu o prêmio de “Qualidade em Prata”, até então, nunca dado a uma joalheria americana.
  • 1885: Sabe a nota de um dólar? Eles foram os convocados para redesenhar o Grande Selo dos EUA que está estampado na nota.
  • 1886: Este ano marcou a presença do lançamento oficial do Tiffany Setting, que era um dos mais belos anéis de noivado da época, vindo com um poderoso diamante preso por seis garras. O diferencial é que estas garras acabam se levantando e deixam, por tanto, a pedra elevada ao ar, fazendo com que ela consiga ficar visível aos outros, além de brilhar livremente. Esse estilo de cravação que estamos falando persiste até ps dias de hoje (mais de 100 anos depois) e recebeu o nome de Cravação Tiffany. Era a primeira vez que um diamante era colocado para o lado de fora de um anel. Este se tornou símbolo da marca, sendo inclusive um dos mais desejados e vendidos até os dias de hoje. Outro fato que marcou fora o convite feito pelo presidente à joalheria para que esta fizesse o convite da inauguração da Estátua da Liberdade.
  • 1895: Aqui nasceu a primeira criação do famoso abajur Tiffany (ou Tiffany Lamp, como ele é conhecido). Para quem ainda não teve a oportunidade de vê-lo, trata-se de uma peça que envolve várias outras peças de vidro envoltos por uma fita de cobre que, posteriormente, são estanhadas e soldadas entre si.
  • 1967: A joalheria também fora a grande responsável pelo desenvolvimento do famoso troféu do Super Bowl (final profissional do futebol americano).
  • 1980: Chega às lojas a primeira coleção apresentada poe Paloma Picasso. Nem precisamos reforçar o sucesso estrondoso da marca, com uma pegada mais moderna e sofisticada.
  • 1987: Lançamento oficial do perfume Tiffany Parfum, destinado as mulheres.
  • 1989: Lançamento oficial do perfume Tiffany For Men, destinado ao público masculino.
  • 1999: Lançamento oficial da Lucida, que é uma aliança solitária feita com brilhante. Ela tem um formato diferente, mais retangular e que vinha com uma cravação especial, muito semelhante ao icônico anel de noivado. Sem dúvidas, é uma peça mais moderna. O nome Lucida, quer dizer “aquela estrela que mais brilha”.
  • 2002: Introdução do relógio de pulso com o nome de Tiffany Mark.
  • 2003: Lançamento oficial do perfume Pure Tiffany, que era uma espécie de versão líquida do brilho que os diamantes desta marca possuem.
  • 2007: Lançamento oficial da sua primeira coleção de óculos.
  • 2008: Anúncio oficial da parceria realizada, por dois anos, com a tenista campeã Maria Sharapova. A Tiffany, como ação de marketing, vestiu as melhores tenistas do mundo com oito pares de brincos diferentes para que elas pudessem usar nos oito eventos da Grand Slam. Foi nesse ano também que a marca inaugurou sua primeira loja em Madri
  • 2009: Lançamento oficial da Key Collection. Foi um verdadeiro sucesso em todas as lojas da marca, sendo citado e utilizado até os dias de hoje.
  • 2010: Lançamento oficial da primeira coleção de bolsas da Tiffany & Co. Nessa coleção haveria 44 modelos especialmente desenvolvidos por Richard Lambertson e John Truex. As peças desta coleção vinham desde clutches feitas em crocodilo e em cetim, incluindo carteiras e bolsas pra lá de sofisticadas. Além de tudo isso, as peças ainda contam com acabamentos especiais, como por exemplo, o fecho de paládio e suas alças feitas em corrente que lembram muito as pulseiras da grife. Também foi nesse ano a grande inauguração da sua primeira loja em Bogotá, na Colômbia.
  • 2012: Lançamento oficial da famosa Tiffany 1837. Ela era uma poderosa linha de joias confeccionadas com uma liga metálica inovadora, feita em Rubedo. Ela fora a primeira a criar um metal exclusivo. Muito embora a tonalidade dessa combinação lembre muito o ouro rosa, o Rubedo é uma combinação secreta, guardada a sete chaves, mas que a sua dureza se assemelha ao ouro.

Existem algumas outras peças bastante clássicas, como o chaveiro de preta de lei Return to Tiffany. Também não podemos nos esquecer da coleção de relógios masculinos e femininos, denominado de Atlas, todos trabalhados em outro de 18k (e alguns deles podem ser feitos em prata). Por fim, a corrente Tiffany Diamonds by The Yard que é toda trabalhada no diamante, que virou uma verdadeira febre na época. Para finalizar, não devemos nos esquecer das pérolas, outra cartada chave da marca.

Você sabia?

  • O padrão 925/1000 de pureza encontrada na lei do Governo Norte Americano de 1870  fora decidido por ninguém menos que Charles Tiffany.
  • Um dos fatos que muitas pessoas não sabem é que aqui no Brasil, quem quiser comprar algum objeto da Tiffany, consegue parcelar em até 3X no cartão, coisa que ão acontece na maioria dos países que ela está instalada.
  Banner da campanha de black month do Etiqueta Única 2019.  

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here