Quantas lojas Louis Vuitton tem no Brasil?

Capa do post sobre bolsas de canvas
   

Com mais de 160 anos de história, a marca francesa Louis Vuitton se consolidou no mercado como uma das marcas de luxo mais queridas e conhecidas do mundo.

Com uma origem humilde, seu fundador homônimo construiu, com muito trabalho e talento, um império bilionário que, há quase dois séculos, não para de crescer e se espalhar pelo mundo. O que começou com uma loja em Paris no ano de 1854, hoje já são 460 lojas próprias espalhadas em 50 países em diferentes continentes. Você já parou para pensar quantas delas estão localizadas no Brasil?

Conheça mais um pouco sobre a marca e a sua presença em território brasileiro:

Breve História da Louis Vuitton

A Louis Vuitton foi fundada em 1854 por Louis Vuitton em Paris, França.

Nascido em 4 de Agosto de 1821 em uma pequena aldeia na região de Jura, localizada perto da fronteira da França com a Suiça, o jovem Vuitton veio de uma família humilde de moleiros e carpinteiros. Aos 16 anos, no entanto, decidiu percorrer a pé a distância de 400km até Paris com a intenção de aprender, em apenas dois anos, a trabalhar com madeira.

Após algum tempo depois de chegar à cidade, foi contratado por Monsieur Maréchal (um fabricante de baús de viagem que tinha como clientela a alta sociedade parisiense) como aprendiz. Sempre muito dedicado e trabalhador, Louis tentou ao máximo criar algo que fosse diferente, útil, prático e bonito para se diferenciar dos produtos já oferecidos, algo pioneiro para época.

Bolsa Louis Vuitton Vermelha

Sua vida mudou quando, em 1851, começou ser levado ao Palais des Tuilleries para embalar as bagagens da Imperatiz Eugênia todas as vezes que o Imperador Napoleão III viajava. Três anos mais tarde, abriu sua primeira oficina própria, a Maison Louis Vuitton Malletier, localizada no número 4 da Rue Neuve dês Capucines, perto da icônica Praça Vendôme.

Como tinha o anseio e talento para inovação, não foi surpresa para a sociedade quando Louis Vuitton apresentou materiais e peças inovadoras em sua marca, como, por exemplo, um tecido que fosse altamente resistente e revestido (uma lona encerada impermeável, surgindo assim o conceito de “malas a prova d’água”) para ser o substituto do couro.

O jovem criou um tecido menos restrito do que a pele natural e com cheiro mais agradável. Além da mudança de tecido, o estilista também começou a revestir os cantos dos baús com canteiras de madeira, tornando-os mais resistentes.

Bolsa Alma da Louis Vuitton

Ao passar dos anos, o estilista atendeu, além de sua oficial, pedidos de produtos exclusivos e inovadores para clientes que haviam necessidades diferentes. Também criou o “malles plates”, um novo formato de baú (que possuía agora tampa reta, diferente dos modelos usuais com abaulada) que visava facilitar a acomodação em porões de navios e empilhamentos em trens e acrescentou o detalhe de sua assinatura pintada em cinza em cada exemplar. O seu apuro artesanal chamou a atenção de inúmeros nobres e membros da sociedade, que cada vez vais encomendavam com ele.

A empresa então começou a ter grande crescimento e, com isso, também um aumento do número de encomendas, fazendo então com que Georges, filho de Louis Vuitton, entrasse na empresa em 1870 para auxiliar o pai. Ele mostrou que herdou o talento criativo de Louis, criando diversas peças que até hoje são icônicas, sendo uma delas o característico monograma da marca (usado até hoje), a estampa Damier e inventou um novo sistema de fecho inteligente de malas e baús.

No passar das décadas, a Louis Vuitton não parou de crescer (mesmo tendo passado por um período onde parecia que a maison estaria fadada a ser uma marca que vende artigos de viagem e bolsas clássicas para um público restrito), e, com mentes brilhantes nos bastidores, se reinventou e lançou bolsas e malas que são consideradas icônicas e atemporais, como a Speedy, Neverfull, Alma e Keepall.

Bolsa Noé da Louis Vuitton

Louis Vuitton no Brasil

Sempre muito popular entre as consumidoras brasileiras, a Louis Vuitton então viu um grande potencial em um público que estava com anseio de consumir produtos de luxo com qualidade e que estavam atrelados a um nome com tradição. Foi no ano de 1989 que a maison decidiu abrir sua primeira loja no Brasil, localizada na cidade de São Paulo.

Atualmente, a marca possui dez lojas próprias (e mais o e-commerce próprio) no país, espalhadas em diferentes cidades e regiões, sendo elas: São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia, Porto Alegre e Curitiba. Entre elas, está a Global Store da maison francesa, localizada no Shopping Cidade Jardim em São Paulo. Inaugurada em 2012, ela é foi a primeira do tipo na América Latina e se caracteriza como Global Store por oferecer todas as categorias de produtos da Louis Vuitton, quando as outras lojas oferecem apenas uma categoria (podendo ser ela acessórios e bolsas, moda feminina ou masculina).

Tênis Louis Vuitton

Já conhecia a história da marca e suas lojas no Brasil? Nos contem nos comentários!

No Etiqueta Única você encontra produtos Louis Vuitton incríveis com os melhores preços de outlet!

   

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here