Quais são as marcas de luxo brasileiras?

Capa do post sobre marcas de luxo brasileiras.
   

As roupas estão presentes na vida dos seres humanos desde a pré-história, e não tem um propósito de apenas proteger o corpo de altas e baixas temperaturas, mas também podem servem como o reflexo da personalidade de um indivíduo e suas reflexões políticas, sociais e religiosas.

Ao longo dos séculos, milhares de marcas especializadas neste segmento surgiram ao redor do mundo, começando quase sempre como um pequeno negócio, elas são o fruto de um sonho de pessoas que traduzem seus estilos através de peças de vestuários. Você já se perguntou quais sãos as principais marcas de luxo nacionais atualmente?

Conheça mais a história das principais marcas de luxo brasileiras:

Mixed

A marca Mixed foi fundada por Riccy Souza Aranha em 1988 em São Paulo.

A moda esteve sempre na vida de Riccy e sua família (tanto no quesito de comprar e criar peças), já que a estilista desde pequena acompanhava seu pai e irmãos na fábrica e servia de modelo para a marca da família.

Com mais de 30 anos no mercado, o perfil de consumidora da Mixed é o de uma mulher contemporânea, estilosa e sofisticada, que está, em qualquer momento e em qualquer circunstância, chique desde a manhã até à noite. A marca também busca o reconhecimento pela qualidade de suas peças e é exclusivamente fabricada no Brasil. 

 Riccy comanda a empresa ao lado de seus filhos (que entraram pouco a pouco ao longo dos anos) e ocupa o cargo de diretora criativa da marca, e costuma dizer que o segredo para o sucesso é ter personalidades importantes dentro da equipe. 

A estilista é muito devota de Nossa Senhora de Guadalupe, e a santa se tornou uma tradição e marca registrada da Mixed, aparecendo em diversos lugares: de peças em suas coleções à catálogos e desfiles da marca.

Atualmente, a Mixed conta com sua linha principal feminina, infantil (chamada de Mixed Kids comandada por suas filhas Carol e Ciccy), além da Zapalla, marca de seu filho José Eduardo, que foi integrada a empresa há poucos anos como a linha masculina.

A empresa tem como objetivo encontrar o estilo da mulher de todas as idades, de diferentes gerações, personalidades, além de estar sempre atenta nas tendências da moda, desde as mais clássicas e tradicionais até as mais modernas e atuais.

Cris Barros

A marca Cris Barros foi fundado por sua homônima em 2002.

Antes de abrir sua marca, Cris já tinha experiência no mundo da moda, foi modelo até os 17 anos de idade e formou-se em desenho de moda pela Universidade Anhembi Morumbi e especializou-se em no ramo fashion ao fazer mestrado no Instituto Marangoni, em Milão. Enquanto estudava na Itália, trabalhou com o estilista francês Stephan Jason, conhecido por ter feito parte da equipe de Yves Saint Laurent.

Após voltar ao Brasil, trabalhou para a Zoomp no time de Renato Kherlakian no departamento de relações públicas de marketing e imagem. O desejo de ter sua própria marca sempre esteve na mente da estilista, mas, por ter uma personalidade paciente e meticulosa, esperou a hora perfeita para realizar.

Foi então em agosto 2002 que Cris Barros finalmente resolveu criar sua marca homônima, depois de passar alguns anos na Zoomp (onde adquiriu conhecimento da visão global do funcionamento de uma marca, como produção, marketing, finanças e lojas) e ter criado peças próprias que vendia para suas amigas próximas.

Cris divide o comando da marca com sua irmã, Dani Verde, e seu cunhado, Luís Felipe Verdi, que embarcaram com a estilista em seu sonho de ter um negócio próprio. Atualmente, cada um comanda uma divisão da empresa, com ela atuando como diretora criativa, participando desde a criação do conceito das coleções (como desenvolvimento das peças, escolha de matéria prima, provas de roupas, lookbooks, etc).

O estilo da marca segundo a própria Cris definiu em uma entrevista para o site Metrópoles é “espontâneo, muito feminino e que está em constante evolução, no sentido de sempre tentar se superar a cada nova coleção.” A estilista diz que trabalha com emoção e paixão e que, quando cria suas peças, quer transportar suas clientes para um universo específico.

Atualmente, a Cris Barros é uma das principais marcas de luxo de roupa feminina no Brasil e se tornou a queridinha das maiores celebridades e nomes da moda nacional. A marca possui uma identidade feminina, moderna e atemporal e se tornou a única brasileira a ter suas peças expostas na icônica loja Colette, localizada em Paris.

Paula Raia

A marca Paula Raia foi fundada pela estilista Paula Raia em 2010.

Antes de seguir carreira na moda, a estilista homônima cursava o curso de Arquitetura e Urbanismo com a amiga Fernanda de Goye, que conhecia desde pequena. A dupla tinha planos de abrir um escritório juntas, mas, o destino tinha outros planos para elas quando Eliana Tranchesi, dona da Daslu, convidou Fernanda para desenvolver uma coleção voltada para o público jovem.

Enquanto Fernanda foi para Nova Iorque estudar no Fashion Institute of Technology, Paula trancou a faculdade de arquitetura e decidiu investir em um curso de artes plásticas, o que foi essencial para sua contribuição e colaboração na marca Mixed, onde atuou como diretora criativa por algum tempo.

View this post on Instagram

A|W 2020 #PAULARAIA

A post shared by PAULA RAIA OFICIAL (@paula_raia) on

Passado algum tempo, as amigas se reencontraram e decidiram unir forças e abrir uma marca: a Raia de Goye. A dupla reinventou o conceito de moda feminina, quebrando paradigmas e não seguindo as principais tendências. Por quase 10 anos, a Raia de Goye criou peças que tinham consideração com o público feminino e sua liberdade de expressão.

Após a separação da dupla, Paula resolveu continuar no ramo da moda e abrir sua marca homônima em 2010. A Paula Raia tem como principal característica peças confeccionadas a mão (também conhecido por handmaking). Todas as criações são produzidas em seu ateliê, passando por um processo manual para ser assegurado que todo detalhe saia conforme o planejado.

A ligação da estilista com a natureza, energia e o universo tem reflexão direta em todas as suas criações. Além disso, prefere seguir uma linha mais natural, seja na escolha de materiais, no estilo e cores, resultando em peças delicadas e originais.

Para suas coleções, Paula gosta de trazer novas modelagens, tecidos, texturas e acabamentos, criando-se assim um anseio e curiosidade do público para as novas coleções da marca. Além de roupas com design inovador, a marca também gosta de explorar bordados e acessórios, se tornando uma característica forte da marca o uso de jóias, adornos minimalistas e sapatos que brincam com o artesanato em cada temporada.

NK Store

A NK Store foi fundada por Natalie Klein em 1997.

Natalie nasceu na cidade de São Paulo e o gosto pelo mundo da moda e pelo empreendedorismo está em seu sangue, já que vem de uma família de varejistas. Sempre apaixonada pelo assunto e também por arquitetura e design, ao criar sua loja em 1997, não imaginava que seria o grande sucesso que é atualmente.

Ao criar uma loja de multimarcas internacionais, a empresária foi pioneira no ramo. A NK, posteriormente, começou a fazer suas próprias coleções, que possuem um toque cosmopolita em todas as suas peças, além de serem confeccionadas em tecidos e materiais modernos e inovadores, com grande atenção aos detalhes e acabamentos.

Essa atenção a todo o processo, começa já na hora de produção das peças, tendo como prioridade a qualidade de cada uma, além de todo o carinho com todos os interessados em fazer parte do projeto, com foco tanto em seus consumidores como toda a equipe.

Com a filosofia de “Sentir vai além do que é físico, é a empatia de se colocar no lugar do outro e acolher seus sentimentos”, a NK Store procura garantir a melhor qualidade e experiência para os seus clientes, proporcionando além de beleza o conforto e versatilidade, trazendo segurança e empoderamento na hora de se vestir e perceber que em cada detalhe e em cada toque está a dedicação para a sua criação.

Com 23 anos no mercado, a NK Store já foi eleita por 5 vezes conscecutivas pelo BOF (Business of Fashion) como uma das 500 empresas mais relevantes da indústria da moda. Fazendo assim, como que a marca sempre esteja buscando conhecimento e atualização das tendências.

Atualmente a marca possui uma grande variedade de produtos em suas lojas, além das melhores marcas internacionais, a NK possui sua linha própria, que conta com roupas femininas, sapatos, bolsas e acessórios.

Lolitta

A marca Lolitta foi fundada por Lolita Hannud em 2008.

O gosto pela moda está enraizado na família da estilista, Lolita cresceu brincando dentro da marca de tricot da mãe, que possui mais de 45 anos de mercado e experiência no setor de tricot de luxo. Na infância, criava roupas para bonecas e estojos para vender na escola com retalhos que sobravam da confecção da família.

Com apenas doze anos de idade, acompanhou a mãe para uma viagem de tendências para Nova Iorque, Paris e Milão e começou a criar para sua própria marca, a Lolita Tricot, que tinha como público meninas de sua faixa etária. A coleção foi um sucesso imediato e com apenas trezes anos, deu entrevista para Paulo Borges (idealizador do São Paulo Fashion Week) e começou a aparecer em revistas e programas de televisão.

View this post on Instagram

PREVIEW AW20 #lolitta #lolittaaw20 #aw20

A post shared by LOLITTA (@lolitta) on

Dois anos mais tarde, quando tinha quinze anos de idade, resolveu estudar moda no Amherst College localizado em Boston, EUA, onde aprendeu desde a concepção do desfile até o desfile. Ao retornar ao Brasil, estudou na prestigiada faculdade ESPM, onde cursou administração em marketing. Ao mesmo tempo, já recebia inúmeras encomendas, até parar na Daslu, assim, em 2008, resolveu voltar com a marca própria, adicionando um “t” extra no nome, nascendo assim a Lolitta.

Antes de abrir a primeira loja própria (fato que aconteceu em 2010), a marca já estava presente em 60 multimarcas espalhadas por todo o país e começou a exportar um ano antes para diversos países, dentre eles a França, Singapura, Emirados Árabes, Arábia Saudita, entre outros. A parceria com os países árabes era tanta, que a marca possuía uma linha exclusiva de vestidos longos para eles.

A marca registrada da Lolitta se dá pelo uso do tricot em todas as suas criações, além do uso de cores fortes e chamativas, em entrevista para a revista Veja SP, a estilista disse: “Apesar de antigo, pode ser moderno e elegante.”  Sua matéria prima, em grande maioria, é derivada de fibras naturais européias e a marca valoriza o feminino e a autoria de design.

Atualmente, a Lolitta está presente nas principais multimarcas do Brasil, além de exportar para dez países ao redor do mundo. É reconhecida por suas peças handmade e corte e caimento impecáveis.

Já conhecia a história das marcas? Qual a sua favorita? Nos contem nos comentários!

No Etiqueta Única você encontra as principais marcas de luxo brasileiras com até 70% OFF!

   

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here