Loja Prada

Vamos imaginar, por um segundo, uma marca que se tornou sinônimo de luxo, leveza e sofisticação ao redor do mundo! Estamos falando da Grife de luxo Italiana Prada.

Luxuosa e chique, ela gera cobiça na cabeça das mulheres de todos os países, fazendo com que o desejo de obter suas roupas ultrapassem gerações. Podemos dizer que a marca é uma verdadeira joia das Maison mundiais.

Loja Prada
Loja Prada

Para se ter ideia da dimensão da grife, a Vogue americana declarou através da coluna da Anna Wintour que a Prada é a única razão para qualquer pessoa ir a Temporada de Milão

Para que você entenda um pouco mais sobre a sua história e as contribuições que a Prada trouxe para o mundo contemporâneo, que tal mergulhar de cabeça em suas origens?

A história da Prada

Em 1913, através das mãos de Mario Prada, fora fundada a famosa grife italiana que carregava seu sobrenome. Mario, juntamente com o seu irmão Martino resolveu abrir uma loja que levava o nome de Prada Brothers (Em italiano, Fratelli Prada).

Sua atividade inicial era o design exclusivo de peças, tanto que para tal, investiam pesado em  acessórios de luxo, bolsas, malas de viagem e acessórios que eram confeccionados em couros diferenciados, como o couro de leão marinho, que eles importavam diretamente da Inglaterra.

Tudo isso feito a mão, com atenção a cada detalhe, o que destacou com clareza cada uma das peças de luxo devido a seu material de alta qualidade.

A história de uma era de Prada
A história de uma era de Prada

A atenção da alta classe italiana com a marca começou a surgir aos poucos, assim como a demanda… no entanto nunca mais parou de crescer.

Em 1919, a loja que estava localizada na Galleria Vittorio Emanuele II se transformou no destino preferido da realiza italiana e junto com eles, toda a aristocracia européia.

Eles estavam atrás justamente, daquelas peças exclusivas, com acabamentos perfeitos e materiais nobres. Sua fama começava a decolar.

Para completar esse ciclo, a Prada acabou sendo considerada a fornecedora oficial da Família Real Italiana.

Naquela época, os homens eram quem administravam os negócios e por ser assim, eles não admitiam que as mulheres dessem opiniões sobre suas criações. O mais curioso sobre essa fato é que, justamente sua filha Luisa Prada, que encabeçaria a administração da loja por mais de 20 anos!

Miuccia Prada e a nova Prada

Em 1978, a Prada passou a estar nas mãos da neta de um dos fundadores, Miuccia Prada, juntamente com o seu marido, Patrizio Bertelli.

Nessa fase dos anos 70, muito do prestigio e da nobreza da marca já tinha se perdido e estima-se que eles arrecadavam apenas US$ 450 mil ano nessa fase.

Mas Miuccia trouxe um olhar mais crítico e contemporâneo, tentando resgatar as condecorações de toda uma era.

Miuccia Prada
Miuccia Prada

A ascensão como marca de luxo só foi acontecer a partir dos anos 80, quando a grife lançou a bolsa preta de linhas mais básicas.

Para se ter ideia do boom que ocorreu na época, muitas atrizes e celebridades passaram a adotar a marca e levaram junto com o seu poder de influência, o nome da Prada.

Não demorou muito para que eles abrissem sua segunda loja em 1993, na famigerada Via della Spiga, que é um dos principais pontos europeus para artigos e acessórios de alto luxo.

Essa nova loja conseguiu unir o moderno com o tradicional; combinava perfeitamente os elementos mais tradicionais da marca com uma arquitetura arrojada e diferenciada.

Segunda unidade numa rua conceitual
Segunda unidade numa rua conceitual

Também foi nesse período que elas adotaram o padrão de tapete verde palha, coisa que foi adicionado em todas as unidades posteriormente, tornando-se um dos símbolos mais conhecidos da marca.

Outro fator que contribui bastante para a recuperação do requinte e do nome da marca italiana fora o lançamento de uma bolsa Prada simples, porém irresistível. A Mochila Prada preta feita em náilon (material que era utilizado para confeccionar tendas dos militares), ajustado com alças em couro.

Além de ser um mochila linda, visualmente falando, também se tratava de uma mochila bastante resistente e de alta durabilidade.

Mochila Prada
Mochila Prada

Podemos dizer que nesse momento, Miuccia conseguiu acertar em cheio! Entendeu e aceitou como ninguém, as necessidades que suas consumidores estavam clamando: mulheres que estavam num mundo moderno e que precisavam de coisas mais práticas, contudo, sem abrir mão da beleza.

Com o sucesso do primeiro case, não demorou até que outras bolsas também fossem lançadas.

Naquele ano, outros acessórios também ganham sua estampa em náilon e estampas com o triângulo metálico invertido, onde era possível localizar e ler o nome da marca. Não demorou muito até que se tornasse febre mundial.

Bolsas Prada
Bolsas Prada

Grandes nomes como Marie Helvin e Jerry Hall firam celebridades que ajudaram a propagar a marca pelo mundo. Constantemente, Miuccia dizia:

Uma bolsa ou um sapato é considerada a boa maneira para identificação do seu estilo, sem ter que repaginar todo o seu look.

E por falar em sapato Prada, foi nesse momento que nasceu o tênis com cara de sapato (aquele modelo que muitos chamam de sapatênis, conhece?) e que venceu todos os calçados que eram fabricados naquela época, ganhando os pés de quem buscava algo confortável, porém, luxuoso.

Processo de internacionalização da Prada

Com a ascensão da marca, a Itália começava a ficar pequena e podemos dizer que todo esse processo aconteceu de forma bastante dinâmica e rápida.

Em 1986, inaugura-se as primeiras lojas em Madri e Nova York. Logo depois vieram algumas espalhadas em Paris, Londres e também em Tóquio.

Loja Prada
Loja Prada

Em 1988 chega a sua primeira coleção e, definitivamente, parou o mundo da moda! Isso porque Miuccia trouxe para a passarela uma coleção inovadora, com linhas mais purista e austeras, o que causou um grande impacto em todos os críticos e na imprensa local.

Nessa coleção era possível ver que a grife não estava para brincadeira. Era possível notar diferentes tecnologias e tecidos, além de muita novidade. O público que estava acostumado a vestir a sensualidade através das roupas, agora estava de cara com uma coleção mais reta, em tons intelectuais.

Desfile Prada
Desfile Prada

Naquela época, a impressa chegou a comparar a Prada com a Gucci, dizendo que enquanto a Gucci era uma menina que estava num bar tomando tequila de top e minissaia, a Prada era um mulherão que estava tomando um café e lendo Proust.

Lançamento da Miu Miu

Para estrear os anos 90 em grande estilou, Miuccia resolveu criar a sua segunda grife, a Miu Miu. O nome da marca se dá ao fato dela ter esse apelido quando era mais nova.

Para quem ainda não conhece, não deixe de ler toda história da Miu Miu… mas resumindo, trata-de de uma marca que atendia a pedidos mais joviais, com melhor custo mas sem deixar abrir mão do bom gosto e glamour da marca italiana.

Miu Miu a marca de luxo jovem e moderna
Miu Miu a marca de luxo jovem e moderna

O mais interessante é que a Miu Miu trouxe a mesma qualidade que a Prada já trabalhava em seus tecidos… Com isso, ganhou rapidamente o coração de milhares, tornando-se febre nesta década (e nas outras que se seguiram, também).

A grande arquitetura de suas lojas

Inovando além da moda, a grife italiana traz a proposta de uma arquitetura diferenciada, com as lojas em estilo de galeria, onde a frente da loja não possuía nome e os produtos tinham uma estrutura de obras de arte. Foram projetos de muito arquitetos requisitados, como o Rem Koolhaass, que era o responsável pelas unidades de Nova York. Foi inaugurada no badalado distrito de Soho em 2001.

Lojas Prada pelo mundo
Lojas Prada pelo mundo

O espaço tinha cerca de 2.300 m² ao custo de US$ 40 milhões. A estrutura encanta qualquer um pela sua decoração, mas assombra pela arquitetura e traz grandes surpresas com os efeitos que a tecnologia propõe.

O projeto foi nomeado por Prada Epicenter, que a arte, arquitetura e claro, a moda, se relacionam e se misturam com perfeição neste único lugar.

Algumas das inovações é o grande elevador de vidro arredondado, cuja a decoração é feita por bolsas e malas da marca. Outra novidade é as portas dos provadores que foram produzidas com painéis de cristal líquido, que automaticamente se escurece quando alguém entra para provar uma roupa.

Prada Epicenter
Prada Epicenter

Outro fator são que os clientes podem penduram as peças em um cabide, facilitando as provas de roupa. Outra possibilidade é que através das etiquetas inteligentes ela captura as imagens e projeta em uma tela de plasma várias combinações.

Pelas lojas, algumas peças são exibidas em gaiolas que vidro que estão fixadas no teto ou em tablado de madeira em sala de piso quadriculado, que possui um teto de espelho. A conclusão disso tudo é que a Prada Epicenter se tornou um ponto turístico de Manhattan.

Prada- NY
Prada- NY

Hoje em dia, a Prada Epicenter já tem mais duas unidades em Los Angeles, uma delas foi inaugurada em 2004, em Berverly Hills e a outra no ano de 2003, em Tóquio. Essa última foi assumida por Jacques Herzog e Pierre de Meuron, uma dupla suíça. O prédio é de uma arquitetura inigualável e considerada a mais provocativa do Japão.

Ligação com o esporte

A marca italiana tem um grande relacionamento com o esporte de elite, a vela. E especificamente, com uma das mais importantes competições mundiais, a America’s Cup, que é disputada desde 1851. O prestigiado esporte compõe uma nata de velejadores internacionais, com barcos no valor de US$ 2 milhões.

Prada e seu amor pelo esporte
Prada e seu amor pelo esporte

Essa relação com a vela teve início em 1997 e foi concretizada com a ideia da marca italiana montar uma equipe para participar das competições em 2000.

O veleiro foi nomeado de Luna Rossa e é um dos mais amados e conhecidos da clássica competição esportiva. Nos anos 2000, teve a honra de levar pra casa o troféu como campeão de 38 das 40 corridas.

Fundação Prada

E foi nos anos 90 que a empresa resolveu criar a Fundação Prada. Esta fundação tem como objetivo a exposição e promoção de projetos que tem como foco o debate da arte contemporânea.

Fundação Prada

Nos anos que se seguiram, a Prada não parou de inovar… Lançou uma linha esportiva, uma linha de decoração e artefatos para a casa, coleção de roupa masculina, relógios, roupas íntimas, enfim! Foi uma década de grande revolução e de muito faturamento.

Ainda nos anos 90, a marca passou a ganhar notória visibilidade através da inauguração de suas lojas em Londres (1994), Paris, Nova York e São Francisco (1996). A esta altura, já podemos imaginar a marca com 40 lojas próprias espalhadas ao redor do mundo!

E desse total de volume, 20 lojas estavam localizadas apenas no Japão, devido a fidelidade do público para com a marca. E, para finalizar a década de ouro, em 1998 ela inaugurou sua primeira loja exclusivamente masculina para o público em Los Angeles.

Grandes parceiros da Prada

A grande novidade foi quando a marca italiana lançou parceria com a LG Electronics. Um celular LG Prada KE850. O aparelho estava sendo elaborado desde 2005 e era nomeado de Prada Phone by LG. Tinha apenas 12 centímetros de espessura, uma tela que era muito sensível ao toque e a câmera possuía 2 mega pixels.

Celulares Prada
Celulares Prada

Prada ajudou com alguns detalhes do aparelho, como os tons de chamada, os acessórios, os conteúdos pré-instalados e na criação da interface do celular. A marca menciona como foco da parceria a introdução da Prada no segmento de celulares, que com o passar do tempo de tornava cada vez mais sinônimo de estilo.

O LG Prada KE850 foi lançado no mercado no valor de €600 e chegou a um número de vendas de 300 mil unidades em respectivos 8 países. Entre eles estão: Reino Unido, Hong Kong, Cingapura, Itália, Taiwan, Alemanha, Coréia do Sul e na França, durante os três primeiros meses. Durante 1 ano e 6 meses, as vendas subiram para 1 Milhão.

No Brasil o aparelho foi lançado no valor de R$ 1.900, pelas operadoras Tim, Vivo e Claro. É um fato curioso é que o aparelho celular não foi comercializado no Estados Unidos e a LG não se pronunciou sobre o assunto.

Em 2009 foi lançada a segunda geração do aparelho e a terceira geração chega às lojas do ano de 2012.

Os acessórios da Prada

Em 2008, a marca resolveu inovar ainda mais! E foi aí que lançou uma linha de bijuterias com estilo vintage retrô.

Para conseguir por em pé essa coleção, a marca selecionou alguns materiais inovadores para o uso em bijuterias, como cristais tratados em choque térmico para dar aquela aparência de craquelados, por exemplo.

Esses cristais eram de vários tamanhos, podendo ser utilizados em brincos, pulseiras e anéis. E também, nesse mesmo período, em suas roupas, encontramos de volta as rendas (que até aquele momento tinha sido esquecida pela indústria fashionista) fazendo parte essencial de peças, compondo a transparência e elegância.

Com mais novidades, a marca abriu mais quatro novas lojas em Xangai, deixando claro a importância desse enorme mercado aberto para os planos futuros da empresa.

Mais recente que isso, em 2012, inaugurou as suas lojas na América do Sul: México e Brasil. Também expandiram para Marrocos e Ucrânia.

O gênio por trás de uma história

Atualmente, ela é conhecida por todos como a papisa da moda. Maria Bianchi Prada, nascida aos 10 de maio de 1949 em Milão, já tinha a moda no sangue. Ela tem sua formação em ciências políticas e é ex-militante do Partido Comunista Italiano.

Quando mais nova, participava de passeatas utilizando roupas de estilistas como Yves Saint Laurent. Chegou a participar também de movimentos estudantis e quis trazer esse conceito para as suas coleções, onde a mulher era uma mulher independente, inovadora, ousada e muito bem resolvida!

Miuccia Prada
Miuccia Prada

Em relação a Paada, assumiu o controle da empresa familiar ainda jovem, aos 28 anos de idade, ocupando o lugar que até então era de mãe. Inicialmente, era uma ideia que ela detestava, porém, logo após o seu primeiro desfile prêt-à-porter, todos já falavam dela e do seu talento inato.

Bastante tímida, que não era amiga dos jornalistas e também não apreciava muito os eventos, Maria fez com que a moda feminina sempre jogasse ao seu favor. Podemos dizer que ela conseguia antecipar as necessidades antes mesmo que nós, mulheres, soubéssemos dela.

Munida de um talento extraordinário, ela transformou a Prada nessa grife de sucesso que vemos nos dias de hoje. Para se ter uma ideia de sua relevância, a Prada fora uma das marcas que mais ditou a moda nos últimos anos.

Como diria o filme, até o Diabo veste Prada... a marca é sinônimo de requinte e bom gosto nos quatro cantos do mundo. Não existe uma só pessoa que não conheça a Maison.

O gênio por detrás de uma era
O gênio por detrás de uma era

Com o seu jeito reservado, porém de talento perceptível, Miuccia fora a primeira estilista a aparecer na The New York Magazine, em 2008.

Ela também é a única estilista que consta na lista da revista Time das 100 pessoas mais influentes do mundo. Sua relevância é perceptível até os dias de hoje.

Linha do Tempo da Prada

  • 1913 – fundada da Fratelli Prada por Mario e Martino Prada.
  • 1978 – Miuccia Prada, neta de um dos fundadores, entra da administração e começa a ditar os grandes passos da marca.
  • 1979 – Lançamento da primeira coleção de sapatos femininos que viria a se completar só em 1983.
  • 1980 – Lançamento da Bolsa Prada Pocono, que era feita com um tipo de náilon muito utilizado pela marinha.
  • 1984 – Lançamento da Mochila Prada BackPack, que nada mais era do que uma mochila trabalhada em náilon e que, posteriormente, viria a se tornar um dos principais ícones da moda.
  • 1988 – Lançamento da primeira coleção de roupas femininas pela Prada.
  • 1993 – Lançamento da marca Miu Miu, mais uma grande sacada de Miuccia Prada.
  • 1994- Lançamento da primeira coleção de roupas masculinas, bem como calçados e acessórios.
  • 1995 – Criação da Fundação Prada que abriga diversas exposições de arte.
  • 1997 – Lançamento da Prada Sport Linea Rossa, que nada mais é do que uma linha esportiva de roupas e acessórios. O interessante dessa linha é que ela ficou conhecida pela linha vermelha utilizada em sua confecção.
  • 2000 – Lançamento da primeira coleção de óculos de sol Prada. Também fora a primeira vez que a Prada entrou no mercado de cosméticos.
  • 2001 – Inaugura-se em NY a Prada Epicenter, uma loja com conceito inovador, principalmente na Arquitetura.
  • 2004 – Lançamento oficial da Prada Donna, o primeiro perfume assinado pela marca.
  • 2006 – Lançamento oficial do Prada Amber, o primeiro perfume dedicado aos homens assinado pela marca.
  • 2007 – Lançamento oficial do perfume Prada Infusion D’Iris.
  • 2008 – Lançamento oficial do óculos Prada Butterfly. Atenção para esse estilo de óculos porque ele se tornou referência mundial com proporções mais avantajadas, bem diferente do que estava sendo trabalhado naquela época.
  • 2009 – Lançamento Oficial do Prada L’eau Ambrée. Também foi nesse ano que lançaram um livro contando sobre os 30 anos da marca italiana. Ao todo, são 706 páginas repletas de história e imagem dos produtos mais vendidos da grife, bem como todo o processo criativo para atingir tais finalidades. E, para finalizar, o lançamento oficial da Prada Transformer, que é uma estrutura pioneira que acomoda diversos eventos culturais. Ela utiliza-se das quadro formas geométricas básicas e fora projetada, inicialmente, para receber eventos e desfiles de moda.
  • 2010 – Lançamento oficial da Prada Made In, que é uma linha exclusiva, com costuras feitas à mão para trazer o estilo tradicional de volta a tona. O mais interessante é que nela contém a contribuição de diversos locais do mundo. Então, é como se você mergulhasse num incrível livro de história da moda moderno. Foi neste ano que lançaram a Prada Private, que é a possibilidade de substituir o tradicional PR da haste do óculos por qualquer outra letra do alfabeto, números e até desenhos de caveira. Eis que nesse ano há um marco muito importante para a história da marca: o lançamento do comércio eletrônico de seus produtos. Agora a Prada estava no meio digital.
  • 2011 – Lançamento oficial do Prada Amber Pour Homme Intense, que foi uma edição limitada da fragrância masculina da marca. Também lançaram neste ano o Candy, um perfume bastante doce, porém, muito mais sensual.
  • 2012 – Lançamento oficial do Resort 2012 que trás dentro dela uma coleção de roupas, sapatos e bolsas com alguns elementos que foram inspirados na coleção masculina, com estampas floridas e bastante divertidas, além de vir com um visual que nos lembra os anos 60.

Curiosidades

– Em 2003 a marca italiana foi citada na obra O Diabo Veste Prada tanto no título do livro quanto nas roupas que foram usadas por cada personagem na versão adaptada no cinema em 2006.

– Naomi Campbell foi a primeira modelo negra a desfilar nas passarelas para a Prada em 1997

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here