Marni – uma das mais ousadas grifes italianas

Capa do post sobre a marca Marni
  banner bw  

A grife de luxo italiana encanta o mundo todo com sua estética trabalhada com base na boêmia europeia. Com design peculiar e fora dos padrões fashion, desde o seu início a Marni sabe como inovar a partir de aspectos simples, como tecidos e estampas de inspiração vintage, por exemplo.

As justaposições de textura também fazem parte do seu catálogo, bem como a exploração de formas incomuns, trabalhadas a partir da assimetria e de grandes volumes.

O colorblocking também se tornou uma das marcas registrada da Marni, que possui uma paleta focada principalmente em tons de cinza, bege e azul, entre as quais cores vivas são geralmente intercaladas.

Atualmente, a marca vende suas peças em 16 países, com boutiques estrategicamente localizadas em cidades badaladas do mundo fashion, tais como Nova York, Los Angeles, Las Vegas, Hong Kong, Tóquio, Moscou e Sydney, entre outras.

Confira a seguir a história da Marni e os principais episódios envolvendo a grife italiana.

Como surgiu a grife italiana

A label foi fundada por Consuelo Castiglioni no ano de 1994, quando a estilista passou a ficar conhecida pelas suas contribuições para o mercado de peles, decorrentes do negócio da família de seu marido Gianni nesse mercado. A estreia de Marni nas passarelas ocorreu em 1996.

Até essa época, itens feitos de pele eram desenhados de maneira antiquada. Castiglioni foi inovadora nesse mercado, ao tratar o material como um tecido passível de compor peças mais modernas e confortáveis.

Foi dessa forma que nasceu a Marni, batizada em homenagem à irmã de Castiglioni. Seu objetivo era criar uma marca que produzisse peças para serem usadas combinadas com as peles.

A grife fez muito sucesso nos anos 1990, quando o uso de pele estava em alta. Hoje em dia, a Marni é uma das poucas marcas que continua explorando essa tendência, em meio ao aumento das críticas ao uso de pele na moda.  

View this post on Instagram

>#MarniSS18 backstage. #mfw

A post shared by Marni (@marni) on

As vendas online tiveram estreia em 2006. No ano seguinte, o faturamento anual da empresa foi de aproximadamente 100 milhões de dólares.

No fim de 2012, a grife foi adquirida por Renzo Rosso, presidente do Grupo OTB, que também detém marcas como Margiela, Viktor & Rolf, Diesel e Staff International. Em 2013, a marca lançou sua primeira fragrância, batizada com o mesmo nome da grife.

Castiglioni foi a designer responsável pelas coleções da Marni de 1994 a 2017, quando se desligou da empresa. O atual estilista é Francesco Risso, que possui trabalhos prévios marcantes, entre eles sua atuação na Prada.

A saída de Consuelo Castiglioni

Em outubro de 2016, Consuelo Castiglioni, fundadora da Marni, anunciou a sua saída do cargo de direção da grife. Em comunicado à imprensa, a estilista disse que seu afastamento envolvia questões pessoais.

“Chegou a hora de me dedicar à minha vida pessoal. Quero agradecer a todos que acreditaram nesse projeto e quem, com fiel dedicação, me ajudou ao longo dessa fantástica jornada”,

O sucessor escolhido para ocupar o cargo foi Franscesco Risso, que antes já havia trabalhado com estilistas renomados como Anna Molinari (Blumarine) e Alessandro Dell’Acqua (fundador da No. 21). A primeira coleção de Risso para a Marni foi apresentada para a temporada de Inverno 2017.

Sobre essa mudança, Renzo Rosso declarou na época que acreditava que o talento de Francesco iria contribuir imensamente para o novo capítulo da história da casa, e que ao lado do time criativo e da gestão da Marni, o estilista seria capaz de fazer a marca atingir novos objetivos.

Em 2018, Carolina Castiglioni, filha de Consuelo, anunciou o lançamento de sua marca própria, chamada de Plan C. A primeira coleção da grife fundada pela ex-diretora de projetos especiais da Marni foi lançada em setembro.

A ideia é que a nova empresa da família siga o mesmo formato de trabalho que durou por décadas na Marni. Seu pai, Gianni Castiglioni, é o CEO, e seu irmão Giovanni assume a direção de operações.

Marni lifestyle

As peças produzidas pela Marni possuem um estilo bastante característico, marcado pelo apelo anti-sexy, com linhas retas, conjuntinhos e peças soltas no corpo e com comprimentos maiores, como no joelho ou o próprio mídi, que tem feito muito sucesso nos últimos anos.

Diferentemente do que muitas grifes fazem, a marca italiana traçou seu caminho no mundo fashion procurando encobrir as curvas e a silhueta do corpo feminino. O seu sucesso se deve principalmente a sua capacidade de ter feito isso de maneira irreverente, moderna e muito sofisticada.

Com a aposta forte em estampas e grafismos, a grife brinca com a mistura de desenhos em suas combinações. Seu estilo se encaixa no bohemian chic, misturado à estética vintage.

Atualmente a grife produz roupas prêt-à-porter, bolsas, óculos de sol e jóias. Sua primeira linha de roupas para o público masculino foi lançada em 2007, seguindo o mesmo estilo da linha feminina, com ampla exploração da mistura de estampas, caimentos ousados e linhas retas.

Colaboração com H&M

Em 2011, a Marni fez uma coleção em parceria com a multinacional H&M, lançada para a primavera de 2012.

Associando o estilo vintage explorado desde sempre pela Marni, a campanha resultante dessa parceria surpreendeu a todos ao contar também com a direção de Sofia Coppola, reforçando ainda mais o estilo vintage cultuado pela grife. A cineasta e roteirista dirigiu o filme e a identidade das campanhas impressa e online.

A ideia da campanha foi levar a equipe da Marni para a atmosfera do Marrocos. Essa foi a primeira grande incursão de Coppola em campanhas de moda. Sua estréia nessa indústria foi marcante e obteve grande sucesso.

É possível perceber diversos elementos marcantes da grife em toda a coleção, como a mistura de tecidos, acessórios marcantes e a riqueza e diversidade de estampas. As peças resultantes dessa parceria formam conjuntinhos versáteis, que podem ser pensados para formar combinações separadas.

Confira a seguir o vídeo dirigido por Sofia Coppola para a campanha da parceria entre Marni e H&M:

Os irreverentes óculos de sol Marni

Assim como os demais itens produzidos pela grife, os óculos de sol da Marni também possuem forte inspiração boêmia, com estilo elegante e ousado. As peças são resultado de uma união harmônica de design e cores.

Sua primeira coleção de óculos foi lançada em julho de 2013, e logo de cara já conquistou muitos fãs devido aos seus modelos divertidos e arrojados. Como já era de se esperar, as estampas geométricas são desde o início da linha uma grande aposta da marca.

Com molduras translúcidas, detalhes em tons dourados e tonalidades diversas (inclusive cores fluorescentes), suas armações vintage e originais são reconhecidas por valorizar o olhar e os contornos faciais de quem as usa.

Os óculos de sol da grife italiana são ideais para serem usados nos dias de sol e complementam qualquer estilo.

Envolvimento com projetos sociais

A história da Marni é marcada também pelo envolvimento com diversas ações sociais, como os projetos Children Imaginary World e o Marni Ark.

O Children Imaginary World se trata de uma iniciativa que visa ajudar crianças carentes dos quatro cantos do planeta. Em 2011, a Marni lançou uma linha de camisetas e sacolas estampadas com desenhos pintados por crianças da América do Sul e da Ásia.

A história de um mundo encantado” foi o tema no qual as crianças se inspiraram para criar as ilustrações. Essa iniciativa é repetida todo final de ano e tem 100% do lucro obtido revertido para instituições de caridade.

Assim como o Children Imaginary World, o Marni Ark nasceu do compromisso em apoiar causas beneficentes. Seu objetivo é lançar esculturas de animais feitas à mão por uma comunidade de mulheres localizada no leste da Colômbia. As peças são feitas em papel machê e miçangas, e levam cerca de quatro dias para serem finalizadas.

As esculturas são lançadas junto da apresentação de cada uma das novidades da grife ao longo do ano. Entre as peças já lançadas estão esculturas de animais diversos, como touro, galo, porco, burro, etc. A loja de Florença, por exemplo, possui uma galinha, enquanto que a boutique de Nova York ganhou um cervo.

Os itens são direcionados para venda nas lojas da grife e na loja online. Parte da renda obtida a cada nova adição é direcionada para projetos sociais, como por exemplo La casa sull’albero, promovido pela Piccolo Principe S.C.S Onlus (www.piccoloprincipe.va.it), que se dedica a fornecer apoio às crianças e famílias envolvidas na adoção e acolhimento familiar na cidade de Milão.

Coleção Marni – Verão 2019

A coleção da Marni para o Verão 2019 já foi apresentada nas passarelas. Dessa vez, Francesco Risso dedicou-se a lançar roupas híbridas, versáteis como o cotidiano moderno exige.

Sua inspiração se deu principalmente sobre uma visão pop do classicismo, resultando em uma coleção com estampas que representam o assunto de maneira elegante e combinações ricas em detalhes.

Um exemplo interessante da inovação proposta por Risso nessa nova coleção foram as sobreposições de regatas de jérsei, que torcidas geram uma ilusão de ótica que confunde os olhos e transforma vestidos em saia e top.

Há também modelos drapeados, que redesenham a silhueta e equilibram maxivolumes com pele à mostra. Os lançamentos têm tudo para serem os mais cool dessa temporada, representando com excelência o espírito autêntico da Marni, que tem sido preservado com muito êxito por Francesco Risso.  

  banner bw  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here