4 Looks Inspirados nas Mulheres de Sucesso do Brasil!

capa do post de looks inspirados nas mulheres de sucesso do brasil
  banner bolsas etiqueta unica  

Todos os anos, a revista Forbes Brasil divulga uma lista com as 20 mulheres de maior sucesso do Brasil, que incluiu diversas mulheres de diferentes indústrias que ocupam cargos de importância em grandes empresas ou que são grandes destaques em suas respectivas áreas.

A diversidade nas empresas não é apenas uma questão de justiça social e igualdade de oportunidades e provou-se ser um fator poderoso de eficiência, inovação, produtividade, criatividade e, é claro, rentabilidade.

Escolhemos quatro destas mulheres incríveis que são um exemplo de poder feminino para criar um look inspirado em seu estilo! Conheça mais um pouco de suas histórias e seu estilo:

Ana Khouri – Design de Jóias

Brasileira radicada na cidade Nova Iorque, Estados Unidos, a designer de jóias Ana Khouri é um dos principais nomes da joalheria sustentável no mundo. Com grandes nomes como a ex-primeira dama Michelle Obama, Emma Stone, Jennifer Lawrence e Rihanna como clientes, ela é uma dos nomes mais importantes do mundo das jóias.

Ana é formada em Artes Plásticas e se especializou em escultura até chegar à joalheria, o que ela confessa que a formação lhe permite uma compreensão mais rica e abrangente das possibilidades criativas. “Foi na escola de arte que comecei a pensar criticamente sobre escultura e joalheria, mais precisamente sobre a miríade de maneiras que uma peça pode tomar forma no usuário e o equilíbrio que a obra cria com o corpo,” explicou ela.

Suas peças apenas usam ouro com certificado pela Fairmined, que garante que a origem de mineração artesanal e de pequena escala responsável, possuindo preocupação com o desenvolvimento social da comunidade e da proteção ambiental e também de gemas que possuem origem responsável e ética. “Considerando o estado de fragilidade do planeta, nossa prioridade deve ser a capacidade de viver dentro de sua capacidade biológica. Como indivíduos e artistas, cada um de nós tem uma obrigação única com esses princípios. Cada aspecto de nossa vida e trabalho depende dos recursos preciosos que a Terra moldou para nós ao longo do tempo. Poucas empresas têm enfrentado a sustentabilidade com tanta convicção quanto o momento existe,” disse Ana para a Forbes Brasil.

Foto: Reprodução/Instagram @anakhouri. Clique na imagem e confira mais peças!
Foto: Reprodução/Instagram @anakhouri. Clique na imagem e confira mais peças!

Sua marca trabalha principalmente com peças únicas de joalheria que são feitas à mão, porém, eventualmente lança pequenas edições de jóias finas que podem ser encontradas em seu espaço em Nova Iorque ou na loja The Row, que foi fundada pelas gêmeas Mary-Kate e Ashley Olsen, que possui filiais em Londres, Los Angeles e também em Nova Iorque.

A designer usou seu prestígio para impulsionar o Projeto Ovo, que criou em 2014 que foi criado como uma maneira sustentável de ajudar aqueles mais necessitados. Por meio de uma plataforma de venda de itens novos e usados, que são doados por amigos e clientes, os produtos são vendidos nela e toda a receita é distribuída entre 70 ONGs Brasileiras.

Nos últimos 09 meses, o projeto arrecadou R$2,6 milhões. Para estimular mais ainda o crescimento do projeto, Ana criou um conselho e nomeou personalidades como embaixadores, dentre eles Patricia Abravanel e a apresentadora Angélica.

A designer tem em seus planos para o futuro a promoção cada vez maior de práticas responsáveis, éticas, sociais e ambientais que possam contribuir para a mudança que ela deseja para o planeta.

Inspire-se no estilo de Ana!

Foto: Reprodução/Instagram @anakhouri. Clique na imagem e confira mais peças!
Foto: Reprodução/Instagram @anakhouri. Clique na imagem e confira mais peças!

Anna Carolina Bassi – Empresária, Cofundadora Carol Bassi Store

Para a empresária Anna Carolina Bassi, suas primeiras memórias da infância envolvem o mundo da moda. Sua nonna (avó em italiano) veio para o Brasil com os filhos nos braços e uma foto da prima na mão e foi a responsável pelo primeiro contato de Carol com o comércio.

Quando pequena, Carol fazia suas lições de casa em uma das mesas de corte da loja de sua mãe e convivia com as costureiras da mesma nos fundos da casa e fazia de tudo um pouco para ajudar. A loja, que começou em sua casa, veio a se tornar um dos grandes nomes da moda nos anos 1990, a Guaraná Brasil.

A empresária então decidiu que era hora de começar sua própria jornada. “Eu tinha dentro de mim uma insatisfação mesmo tendo toda a condição de trabalhar com meus pais de forma harmônica. Sentia falta de algo, queria ter o domínio das rédeas da minha vida,” disse ela a Forbes.

Foto: Reprodução/Instagram @annacarolinabassi. Clique na imagem e confira mais peças!
Foto: Reprodução/Instagram @annacarolinabassi. Clique na imagem e confira mais peças!

Seus pais então cederam um espaço da Guaraná Brasil na Alameda Lorena, localizada na cidade de São Paulo, e foi lá que a marca Carol Bassi nasceu. Em um primeiro momento, a marca não tinha uma vitrine e contava apenas com quatro araras e uma mesa de trabalho. Atualmente, ela ocupa um espaço de 1.000 metros quadrados no Shopping de luxo Cidade Jardim, que necessitou de uma negociação para acontecer, já que ela não queria perder a experiência que tinha com suas clientes na loja de rua.

Carol é muito próxima de suas clientes e faz questão de interagir com ela tanto pessoalmente na loja quanto nas redes sociais, possuindo mais de 340 mil seguidores em seu instagram, onde compartilha dicas de lifestyle e de moda.

A empresária aproveita cada oportunidade que tem e afirma que comemora cada nascer e pôr do sol. Aprendeu com sua nonna, sua maior inspiração, a viver de uma forma mais leve e tem como objetivo ser como ela: com fibra, ganha e força de vontade para conquistar o que quiser, sem perder a leveza e encontrando o equilíbrio.

Inspire-se no estilo de Anna Carolina!

Foto: Reprodução/Instagram @annacarolinabassi. Clique na imagem e confira mais peças!
Foto: Reprodução/Instagram @annacarolinabassi. Clique na imagem e confira mais peças!

Djamila Ribeiro – Filósofa e Escritora

A filósofa e escritora Djamila Ribeiro é apontada por muitas pessoas como a protagonista da democratização do movimento antirracista que ganhou força nos últimos anos no Brasil. Porém, ela se recusa a ser o centro das atenções. “Não acho que sou a principal responsável, mas acredito que meu trabalho editorial, tanto com obras próprias, quanto com a coordenação e edição de coleções de outros autores negros – com preço e linguagem acessíveis -, pode ter ajudado. Não existe outro caminho [para uma mudança real de mentalidade] que não seja o letramento racial. As pessoas precisam ter acesso a essas produções para refletir criticamente,” contou ela a revista Forbes.

Com um sorriso largo e contagiante, a humildade da santista não reflete o tamanho de sua contribuição para o movimento. No final de 2020, seu livro “Pequeno Manual Antirracista” (Companhia das Letras, 2019), fechou o ano como o mais vendido na plataforma da Amazon. Seu sucesso editorial está atrelado à sua popularidade nas redes sociais. Ela possui mais de 1 milhão de seguidores no Instagram e tem plena consciência da responsabilidade de falar para tantas pessoas em um espaço que, segundo ela, às vezes fica esvaziado.

Foto: Reprodução/Instagram @djamilaribeiro1. Clique na imagem e confira mais peças!
Foto: Reprodução/Instagram @djamilaribeiro1. Clique na imagem e confira mais peças!

Djamila defende que as pessoas não precisam chegar ao ponto de vivenciar situações reais, na pele, para aderir a determinadas causas. “Não é preciso ser negro para se engajar na luta antirracista. Essa é uma responsabilidade de todo mundo. O mesmo acontece com as discussões de gênero,” diz ela.

Apesar de reconhecer que ainda há um longo caminho a ser percorrido, Djamila acredita que houve avanços na causa antirracista, incluindo no ambiente corporativo. No primeiro semestre de 2021, ela deve lançar seu quarto livro, entitulado “Cartas para minha Vó”, uma obra que possui um tom mais pessoal.

Seus planos para o ano também incluem continuar editando outros autores como parte de seu trabalho de coordenação da coleção Feminismos Plurais, que se propões a disseminar conteúdo crítico produzido por pessoas negras, sobretudo mulheres.

Inspire-se no estilo de Djamila!

Foto: Reprodução/Instagram @djamilaribeiro1. Clique na imagem e confira mais peças!
Foto: Reprodução/Instagram @djamilaribeiro1. Clique na imagem e confira mais peças!

Ingrid Silva – Bailarina

O balé nunca foi o sonho da vida de Ingrid Silva. Porém, aos 8 anos de idade, por meio de um projeto social na comunidade onde vivia no Rio de Janeiro, ela foi encontrada pela dança – e foi amor à primeira vista. Enquanto fazia faculdade e vivia sua rotina dando aulas, ela descobriu o Dance Theatre of Harlem, localizado na cidade de Nova Iorque. Ela fez um teste e passou com louvor. Sem saber falar inglês e como seriam as coisas, ela se mudou para a cidade, com muita vontade de correr atrás de seus objetivos e expandir os horizontes.

No Dance Theatre of Harlem, uma companhia que possui como pauta a diversidade, Ingrid se enxergou como não conseguia enquanto estava no Brasil. Por lá, ela já tinha costume de pintar as sapatilhas, primeiro com pó de café, depois com maquiagem. Os calçados servem como extensão do corpo dos bailarinos e era necessário ver, no palco, a representação da multiculturalidade dos integrantes. “Eu nunca tinha parado para pensar na meia-calça e na sapatilha rosa. Nunca tinha me questionado. A primeira vez que vi isso foi aqui e comecei a entender que não era ato de ativismo, era de pertencimento,” explicou ela à Forbes.

Após muitas conversas, a marca que fornece suas sapatilhas decidiu criar peças exclusivas para ela, no tom de pele certo. E os sapatos pintados foram para o Museu Nacional de Arte Africana Smithsonian, localizado em Washington DC, capital dos Estados Unidos. “Associamos peças de museu a quem já morreu, ao passado, mas estou viva, quebrando barreiras, propondo diálogos sobre inclusão e diversidade. Sendo brasileira, é um marco gigantesco,” comemorou ela.

Foto: Reprodução/Instagram @ingridsilva. Clique na imagem e confira mais peças!
Foto: Reprodução/Instagram @ingridsilva. Clique na imagem e confira mais peças!

Depois de passar uma transição capilar no ano de 2014 e assumir suas madeixas naturais, Ingrid começou a refletir mais sobre o papel do ativismo. Dessa reflexão, veio a vontade de criar projetos: o Empow.Her NY é uma plataforma global que promove encontros entre mulheres para que se sintam seguras para usarem suas vozes. “É muito bom criar um espaço onde a gente se orgulhe de ser mulher, independentemente das batalhas que passamos. Acolhemos, damos suporte, para que possam expandir suas asas,” disse ela à reportagem.

Ingrid também criou em parceria com dois colegas bailarinos o Blacks in Ballet, uma biblioteca digital para promover inclusão no mundo do balé clássico, com histórias de talentos negros. Eles já ajudaram dois projetos sociais no Brasil, doando barras para que crianças possam fazer aula de balé em casa.

Inspire-se no estilo de Ingrid!

Foto: Reprodução/Instagram @ingridsilva. Clique na imagem e confira mais peças!
Foto: Reprodução/Instagram @ingridsilva. Clique na imagem e confira mais peças!

Todas elas são mulheres incríveis com histórias de sucesso e perseverança, que podem servir de exemplo para muitas. Além de serem extremamente poderosas, possuem estilos fabulosos e completamente diferentes. Com qual delas você mais se identifica? Nos conte nos comentários!

  banner bolsas etiqueta unica  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here