Conheça a Jimmy Choo – marca referência em calçados de luxo

Capa do post sobre a história de Jimmy Choo
  Banner Promocional Chanel do Etiqueta Única  

A marca Jimmy Choo possui os calçados mais requintados do mundo fashion. Contando com materiais de primeira qualidade, como seda e couro de crocodilo, por exemplo, e detalhes incríveis, como fivelas de Swarovski, esses sapatos se tornam verdadeiros itens de luxo e sonhos de consumo.

As principais adeptas dos sapatos Jimmy Choo são as celebridades, que veem na marca uma grande queridinha. Sua presença é obrigatória nos tapetes vermelhos e chamam atenção por onde passam. Esses itens já ganharam referências importantes em produções, como músicas da Beyoncé e até mesmo em filmes, como no sucesso “O Diário Veste Prada”.

Você conhece a história da fundação dessa marca de luxo? Confira a seguir!

Jimmy Choo – Uma história de requinte e elegância

Nascido em 1948 na cidade de George Town, na Malásia, Jimmy Choo Yeang Keat é um designer de sapatos que faz grande sucesso por meio da sua marca de calçados. Jimmy é filho de um sapateiro chinês, e aos 11 anos já havia aprendido o ofício do pai e desenhava calçados para sua mãe.

Jimmy se mudou para a Inglaterra para estudar design de calçados no Cordwainers Technical College, atualmente chamado de London College of Fashion. O artista se especializou em fazer sapatos artesanais a partir de tecidos acetinados, e com isso conseguiu conquistar uma pequena clientela para a qual produzia sapatos sob encomenda.

Jimmy Choo.

Com seu ateliê localizado no East End, Jimmy conseguiu uma cliente um tanto quanto especial: a princesa Diana. Ela veio a se tornar um grande ícone da moda devido aos seus looks inspiradores, compostos por itens especiais e únicos.

Jimmy produzia peças preciosas para ela, que sabia combiná-las perfeitamente com seus looks. Os itens feitos por Jimmy Choo já eram compostos, nessa época, por pedras e cristais, demandando certa personalidade e elegância para saber harmonizá-los com outras peças de vestuário.  

Em 1988, a marca foi contemplada com um editorial na revista Vogue, que explorou todo o seu design sofisticado e a qualidade extraordinária dos seus calçados. Com reconhecimento de tamanha importância, Jimmy se tornou o principal responsável pela produção de calçados de socialites e celebridades internacionais.

Oficialização da marca

Ao conhecer Tamara Mellon em 1996, foi estabelecida uma sociedade entre o designer de calçados e a editora de acessórios da revista Vogue britânica que, finalmente, oficializou a marca Jimmy Choo.

Uma fábrica e um escritório da marca foram abertos na Itália para a produção de sapatos, e a partir de então jornalistas de moda de todo o mundo passaram a se interessar pelo império que começava a ascender.

A primeira loja da marca foi inaugurada em 1997, em Knightsbridge, uma das áreas comerciais mais sofisticadas em Londres. Quatro outras unidades foram inauguradas logo em seguida na capital inglesa: em New Bond Street e Draycott Avenue e dentro das lojas de departamento Selfridges e Harvey Nichols.

O sapato nas telonas

Carrie Bradshaw, personagem de Sarah Jessica Parker em “Sex and the City”, contribuiu muito para a consagração e fama da grife de calçados. Fascinada por moda e sapatos, a personagem foi responsável por fazer com que o nome Jimmy Choo se tornasse uma referência.

View this post on Instagram

Good morning #carriebradshaw

A post shared by Carrie Bradshaw (@carriebradshaw_sexandthecity) on

A partir de então o sucesso passou a ser algo inevitável, já que Tamara foi capaz de transformar a marca em um ícone mundial de luxo no segmento de calçados. Os sapatos Jimmy Choo passaram a ser reconhecidos e procurados em todo o mundo. Outro marco importante para a marca foi a inauguração da primeira loja americana, localizada em Beverly Hills.

A primeira coleção de botas

Em 2001, a Jimmy Choo lançou a sua primeira coleção de botas. O sucesso diante dessa inovação foi tanto que levou à inauguração de outras lojas em território americano, localizadas em cidades-chave como Los Angeles, Las Vegas e Nova York.

Foi questão de tempo até novas lojas serem abertas em Madri, Bangkok, Dubai e Tóquio, entre outras cidades estratégicas ao redor do globo.

Jimmy Choo foi condecorado em 2002 pela Rainha Elizabeth II, com uma ordem da cavalaria britânica em reconhecimento dos seus serviços para a indústria do calçado e da moda do Reino Unido.

Dois anos mais tarde, em 2003, a marca lançou sua primeira coleção de bolsas, ampliando ainda mais o leque diverso de produtos. Em 2005 mais uma loja importante foi inaugurada, dessa vez na Avenue Montaigne, em Paris, considerada uma das ruas de moda mais sofisticadas do mundo. Com arquitetura e decoração inspirada nos anos 40, a boutique chama atenção pelo seu charme e delicadeza.

A polêmica sobre as vendas

Desde a sua fundação, a marca já foi vendida três vezes. Em uma delas, o próprio Jimmy Choo saiu da empresa, embolsando 20 milhões de libras. Isso aconteceu em 2001, quando então Robert Bensoussan e demais administradores da grife iniciaram um intenso trabalho de expansão da marca. Isso resultou na inauguração de 26 lojas no curto período de três anos.  

Em 2004, o fundo de investimento Phoenix Equity Partners foi o responsável por comprar grande parte das ações da empresa. Posteriormente, em 2007, a grife foi vendida novamente, dessa vez para o fundo inglês Tower Group Capital, pelo valor de 185 milhões de libras.

Foi nesse momento que a grife passou a investir em novos planos, dessa vez envolvendo o lançamento de acessórios em couro, como carteiras e cintos, que foram disponibilizados para venda em 2006. No ano seguinte a Jimmy Choo lançou a sua primeira coleção de óculos, e em 2010 a sua primeira coleção de tênis femininos.

Em 2011 foi a vez do público masculino ser privilegiado com o lançamento da primeira coleção da Jimmy Choo de sapatos para homens. Nesse mesmo ano, a grife lançou também a sua primeira linha de perfumes.

O perfume masculino veio um pouco mais tarde, em 2014.

Dessa maneira, a grife consegue atender uma demanda cada vez maior de seguidores e fãs da marca, disponibilizando uma diversidade incrível de produtos de alta qualidade.

Os dias atuais de Jimmy Choo

A atual designer da marca é Sandra Choi, sobrinha de Jimmy. Ela foi responsável por buscar um caminho mais ousado para a marca, produzindo coleções mais despojadas e jovens, sem deixar de lado a qualidade e o perfeccionismo buscados pelo estilista.

Sandra soube aplicar como ninguém a essência de Jimmy Choo nos calçados produzidos em larga escala, possibilitando combinações contemporâneas unidas a elementos clássicos. Não é a toa que a marca registrada da grife é sua harmonia entre estilo, personalidade e requinte.

Atualmente, uma das linhas que mais chamam a atenção dentre os produtos oferecidos pela Jimmy Choo é a 24:7, lançada em 2010. Seu conceito apresenta calçados para serem usados 24 horas por dia, sete dias por semana.

Há também a coleção de sapatos para noivas, que é puro charme! Quem não gostaria de usar um legítimo Jimmy Choo para tornar ainda mais especial um dia tão marcante?

15 anos da marca

Para comemorar o aniversário de 15 anos da Jimmy Choo, foi lançada em 2011 uma coleção composta por 15 sapatos ícones da marca, trazendo de volta itens que marcaram a sua história. Entre os selecionados estão calçados como o Feather, que a personagem Carrie perde em um dos episódios de “Sex and the City”, e a sandália Macy, um dos modelos clássicos mais queridinhos pelas fãs da grife.

Em 2014 foi lançado o serviço Made To Order, através do qual é possível que seus clientes optem pela customização de alguns modelos de sapatos. Essa novidade foi importante não só por criar uma opção de oferta mais personalizada para os seus clientes, mas também foi crucial para melhorar o posicionamento de luxo da marca.

Esse serviço exclusivo e especial oferece sapatos customizáveis com opções variáveis de materiais, cores e até mesmo altura do salto, à escolha do cliente. E não para por aí: ainda é possível decorar o seu par de sapatos com um monograma com as iniciais de sua escolha.

A distribuição limitada aos pontos de venda dos calçados, bolsas e acessórios produzidos pela marca é um dos principais segredos para manter o luxo e a exclusividade dos produtos Jimmy Choo.

Também não é à toa a escolha da empresa pelas localizações mais privilegiadas no mundo da moda para posicionar suas lojas próprias. Isso tudo ajuda a conferir à grife um status elevado, ao lado de outros grandes nomes da moda, como Prada e Dior.

Os calçados continuam sendo o carro-chefe da empresa, e seus valores podem variar bastante de um modelo a outro, oscilando entre 450 a 2 mil dólares. Mesmo sempre visando a inovação e a surpresa de seus clientes, a Jimmy Choo é uma das poucas marcas capazes de harmonizar a contemporaneidade com a sensualidade e elegância clássica requeridas em looks refinados.

Estando sempre associada a imagem de grandes estrelas reconhecidas internacionalmente como Cameron Diaz, Madonna e Catherine Zeta-Jones, Jimmy Choo tem sido capaz de se manter como uma das marcas preferidas de estilistas e mulheres cosmopolitas que buscam seguir a moda de luxo. Sua presença é frequente em meio a eventos de premiações, tais como o próprio Oscar.

A marca ao redor do mundo

Atualmente, a Jimmy Choo possui mais de 210 lojas, espalhadas em cerca de 50 países ao redor do globo.

Recentemente a loja da Madison Avenue, em Manhattan, passou por uma grande ampliação, transformando-se na maior unidade da Jimmy Choo em todo o mundo. Se você é apaixonada(o) pelo mundo fashion, eis um lugar incrível para incluir no seu trajeto quando visitar a cidade de Nova York.

Loja de Jimmy Choo

Atualmente, a França é o segundo maior mercado da marca inglesa, ficando atrás apenas do Reino Unido. Mais recentemente, foram inauguradas lojas Jimmy Choo também na Arábia Saudita, Hong Kong, Macau e Pequim.

Em 2014, mais um grande avanço foi feito pela empresa de luxo, que abriu capital na Bolsa de Valores com o objetivo de ampliar ainda mais a sua expansão global.

Jimmy Choo no Brasil

No Brasil, é possível encontrar os itens da grife em sua boutique localizada no shopping Cidade Jardim, em São Paulo, que fora inaugurada em 2010.

 

A popularidade da grife é tanta hoje em dia que deu espaço a uma curiosidade peculiar. Nas casas de bingo da Inglaterra, o número 32 (thirty-two) é comumente cantado junto com o nome da marca, formando assim uma rima.

O lucro da empresa chegou a 802 milhões de libras em 2017, que atualmente emprega cerca de 1.280 funcionários ao redor do mundo. A Jimmy Choo possui oito coleções anuais, e uma revista bimestral que coincide com o lançamento das suas coleções principais.

  Banner Promocional Chanel do Etiqueta Única  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here