Fendi – o luxo da Itália para o mundo todo

Fendi dos Pés à Cabeça: Compre Fendi no Etiqueta Única
  Banner da ação de credit month de dezembro do etiqueta única  

Fendi é uma marca de luxo fundada na Itália em Roma no ano de 1925 que ficou conhecida no mercado por produzir bolsas de couro feitas à mão com alto grau de qualidade e refinamento. A marca tem como símbolo o seu logotipo de F invertido, o que traz status à seus sapatos e super famosos òculos Fendi e bolsas Fendi.

A marca tem os melhores casacos e junto com as fendi bags, desfilam desfilando pelos corpos das celebridades. Os acessórios da grife italiana são desejos de cobiça e andam pelas ruas mais badaladas do mundo todo. Dizer sobre a marca Fendi é falar sobre requinte, sofisticação e bom gosto.

Para quem ainda não conhece a marca carimbada da Fendi, ela é composta por duplos F invertidos, sendo reconhecido pelo mundo inteiro da moda.

Marca invertida Fendi

A Fendi carrega em sua essência o sobrenome da lendária família italiana que trás o passado de glória em um formato inovador e moderno, homenageando de forma ímpar a tradição artesanal juntamente com a produção de novas materiais valiosos para a alta-costura.

Contudo, o fato dela ser tão popular e conhecida nos quatro cantos do mundo se dá mesmo por suas coleções de bolsa Fendi que nunca economizaram na exibição do logotipo e sempre fizeram deste um verdadeiro símbolo disputado entre as relações de status social.

A história da Fendi

A história da grande marca teve seu início ainda em 1918, quando Adele Casagrande que vinha de origem de famílias abastadas, onde eles eram produtores de couros renomados de Florença resolve abrir sua primeira loja.

A primeira loja de Adele era em Via del Plebiscito, localizada bem no centro de Roma. Além dela conseguir fabricar couros macios, eles tinham um refinamento sem igual! Possuía diversas formas e texturas, sem contar dos acabamentos impecáveis, feitos à mão.

Outro detalhe muito importante de suas bolsas eram os fechos de fivelas utilizadas. Além disso, tinha uma coleção incrível de sacolas de verão que eram fabricadas através de tiras de lonas.

Edoardo Fendi e Adele Casagrande
Edoardo Fendi e Adele Casagrande

No fundo daquele estabelecimento tinha uma oficina exclusiva que trabalhava com peles. Em 1925, ela acabou se casando com Edoardo Fendi e a partir daquele momento, tomaram a decisão de chamar a pequena loja de FENDI, sobrenome comum aos dois.

Entendendo o contexto social que estávamos passando naquela época, a classe italiana estava tentando voltar aos seus hábitos consumistas anteriores, findado a primeiro guerra mundial. E foi graças a esse cenário desesperado pelo consumo que a loja aberta se tornou um verdadeiro sucesso entre a elite italiana.

Lojas Fendi
Lojas Fendi

Ela possuía uma clientela cativa, que já acompanhava a marca antes mesmo do seu estouro. Também contribuíram para esse cenário a criação de novas bolsas (todas feitas em couro) e, principalmente, as malas de viagens.

Com o crescimento constante do negócio, não demorou muito para que uma segunda unidade fosse lançada. Assim sendo, nasce a segunda loja Fendi em 1932 na Vie Piave, que era um bairro bastante residencial, mas que estava passando por modificações frequentes, tornando-se um centro comercial.

Como tudo deu muito certo para a história da Fendi em Roma, começou-se então a expandir para outras regiões, quebrando as barreiras e se tornando uma verdadeira inspiração para quem tem bom gosto (principalmente entre as mulheres italianas).

Infográfico história da fendi
Infográfico história da fendi

Final da Segunda Guerra

Acabando esse período de Guerra Mundial no ano de 1946, começam a entrar em campo a segunda geração de Fendi’s aos negócios; chegou a hora dos filhos entrarem nos negócios  da família.

A primeira que foi trabalhar no negócio familiar fora a filha mais velha (que tinha apenas 15 anos na época de seu ingresso), Paola. Paola assumiu a divisão de peles da empresa, seguida posteriormente por Anna, sua irmã responsável pela divisão do couro e por Franca, que tomou conta da sessão de relacionamentos com os clientes, Carla assumiu a coordenadoria de negócios e para finalizar, a Alda, que estava em frente do departamento de vendas.

Filhas Fendi
Filhas de Fendi

Possuindo cinco jovens extremamente talentosas e que tinham o sangue Fendi correndo pelas veias, a empresa não demorou muito para conseguir chegar no topo dos negócios de moda, principalmente relacionados a alta costura.

Com o rosto novo e suas poucas idades, elas passaram a trazer mais novidade para o universo Fendi, com ideias criativas e contemporâneas. Em 1954, Edoardo faleceu e acabou deixando os negócios integralmente na mão de sua esposa (que faleceu em 1978, aos 81 anos de idade) e de suas cinco filhas.

A receita do bolo deu certo… Em 1964 a marca estava sendo reconhecida por todo o solo italiano! Suas inspirações eram sempre modernas, arrojadas, pra frente de sua época, principalmente seus produtos chefes, como os casacos de pele, as malas e as bolsas fendi.

E foi nesse ano que elas deram mais um passo rumo ao sucesso: abriram mais uma loja, dessa vez, na Via Borgognona que é uma das mais movimentadas e elegantes ruas de Roma.

A aliança que mudaria a história da Fendi

No ano de 1965 nasceu a aliança que resolveu mudar, de forma definitiva, a história da Fendi. Ela fora selada entre a marca e um jovem designer alemão chamado Karl Lagerld (que por sinal, desde 1983 também é o estilista que assina as coleções produzidas por ninguém menos que Chanel).

Ele assumiu o cargo de Diretor Criativo da grife italiana, apresentando uma nova versão dos seus clássicos casacos de pele, com uma pegada muito mais moderna.

Também inseriu a marca em novos seguimentos, como prêt-à-porter (para que  nunca ouviu falar nessa expressão, ela é de origem francesa e quer dizer, em tradução livre, “roupa que foi comprada na loja”) de jaquetas feitas em tecido jeans, mas que possuíam acabamentos em pele.

Casacos de pele ganham destaque na Fendi
Casacos de pele ganham destaque na Fendi

Aliás, além de suas contribuições na moda e no estilo Fendi de ser, ele também fora responsável pela criação do logo oficial da marca, o F invertido (que recebeu o apelido de Zucca quando impresso de forma maior e de Zucchino quando impresso de forma menor) que de pouquinho em pouquinho foi adicionado com êxito à lista de status internacional.

Também começaram a fazer parte das coleções deste outros tipos de materiais para se trabalhar, como por exemplo, as fibras entrelaçadas e peles que tinham revestimento feito em ouro 24 quilates. Quando nós dissemos acima que ela era sinônimo de luxo e de sofisticação, nós não estávamos brincando.

Ao longo dos anos, bordados e pelas bem vivas, com muitas cores, também compuseram a cara da Fendi. Assim sendo, o que era uma peça preciosa acabou se tornando mais leve, flexível e macia. A equipe que ele comandava estava sempre em busca de novas formas de se trabalhar com a pele (como novos tratamento, curtimento e tingimento) além de buscar introduzi-las no look de forma muito mais espontânea e diversificada!

Assim sendo, a Fendi passou a conquistar prestígio e assumiu a liderança desse setor, principalmente ao falarmos de peles tingidas, sempre com um acabamento de ótima qualidade e uma técnica de corta precisa e refinada. Tais atenção aos detalhes rendeu à marca diversas premiações.

No ano de 1968, as bolsas e os acessórios da marca italiana foram descobertos por ninguém menos que Marvim Traub que até aquele presente momento era o presidente da poderosa loja de departamento americana Bloogmingdale’s.

Assim sendo, ao notar aquela joia rara que precisava de lapidação, ele resolveu comprar a coleção completa da Fendi e passou a dedicar um espaço inteirinho para a sua revenda em uma das suas principais lojas, presente na Avenida 5ª em NY.

E, como sempre, não demorou muito até que outras lojas de departamento encontrassem o caminho até a Fendi. Tudo isso porque o estilo da Maison passou a chamar muito a atenção de celebridades nos Estados Unidos, tendo que ser oferecido por aqueles que não quisessem ficar para trás.

A criação da Bolsa Baguette

Na década de 70, a marca passou a alcançar um poderoso reconhecimento internacional, já que seus produtos estavam nas gôndolas das melhores lojas do mundo. Para que elas continuassem a expandir e não perdessem o seu mercado, passaram a investir no lançamento de novas coleções de forma regular.

Observe o logo no fecho
Observe o logo no fecho

Luvas, relógios, óculos, jeans, acessórios e gravatas passaram a fazer parte de sua composição, tornando-se referencia na moda contemporânea de 1984.

No ano que se seguiu, como forma de comemoração aos 60 anos da Fendi a grife resolveu organiza um importantes desfile que aconteceu no Museu de Arte Moderna de Roma.

Em 1989, inaugurou finalmente sua primeira loja oficial em solado americano, localizada também na 5ª Avenida de Nova York. Foi a primeira vez que todos os americanos puderam encontrar todos os produtos e acessórios da marca reunidos em apenas um único lugar.

Pouco tempo depois, em 1994, Silvia Venturini Fendi começou a trabalhar na marca criada por seus avós e assumiu a direção artística, principalmente na parte de criação dos acessórios da Fendi.

E fora através das mãos dela que nasceu um dos principais sucessos da marca: a bolsa Baguette. Ela se tornou em pouco tempo um verdadeiro ícone da moda mundial…

bolsa fendi baguette

Para que você consiga compreender maior, celebridades como Sarah Jéssica Parker e Madonna desfilaram com as bolsas e a mesma chegou a compor o figurino de Sarah no seriado Sex and the City, muito popular nos anos 90.

Bolsa Baguette Fendi com Jarah Jessica Parker
Bolsa Baguette Fendi com Jarah Jessica Parker

O sucesso de vendas da bolsa foi tanto que a Fendi passou a ocupar um outro nível na escala mundial! A bolsa Baguette Fendi passou a ser o desejo e objeto de luxo da mulher.

Tornou-se inspiração
Tornou-se inspiração

Assim como acontece com a grande maioria das grifes de luxo, em 1999 a marca acabou sendo adquirida pelo grupo LVMH. O mais bacana é que mesmo adquirindo a marca, eles deixaram que os membros da família Fendi continuassem trabalhando na marca, como haviam fazendo há gerações.

Depois de dois anos dessa aquisição, a Fendi inaugura sua primeira loja em Paris, bem no centro da alta costura mundial (2001). Nos anos seguintes, ela continuou lançando novos perfumes e acessórios que são comprados e desejados até os dias de hoje, sempre sendo uma das principais referências no meio da moda, principalmente entre as celebridades.

Em 2009 temos o lançamento oficial da bolsa Peekaboo Fendi. Assim que lançada, se tornou um verdadeiro hit, estando acoplada no braços de mulheres influentes e importantes, como Bianca Brandolini, Olivia Palermo e Jennifer Lopez. Uma curiosidade sobre essa bolsa é que ela possui um forro tão lindo por dentro que algumas pessoas tem usado a mesma aberta! Ela também pode ser encontrada para comprar em três diferentes tamanhos e feitas em materiais e texturas diferentes.

bolsa Peekaboo Fendi

Em 2012 temos o lançamento da 2Jours, um modelo muito mais minimalista e prático de bolsas da Fendi que, rapidamente, se tornou um verdadeiro sucesso. O revestimento é feito em couro de altíssima qualidade e conta com dois tipos de texturas diferentes: aquela que recobre as laterais (lisa) e a que pertence ao centro da bolsa (com texturas). Ela é o modelo ideal de bolsa para quem precisa carregar tudo sem perder o requinte. É uma bolsa para ser carregada nas mãos.

Bolsa Fendi 2Jours

Fendi no Brasil

Alguns anos após perceber o desejo das mulheres sul-americanas por seus produtos, a Fendi resolveu abrir sua primeira loja no Brasil, em 2013. Para quem ainda não teve oportunidade de conhecer, a loja Fendi está localizada dentro do Shopping Cidade Jardim.

Fendi no Brasil
Fendi no Brasil

Por sinal, falando em 2013, foi exatamente neste ano que a marca lançou o Fendi Buggies. Você já deve ter visto um, certo? São pequenos monstrinhos felpudos que serviam para você pendurar em mochilas, bolsas e carteiras da marca. Por mais incrível que pareça, virou febre mundial! Em pouco tempo, essa tendência tinha chegado nas mãos das celebridades e aí, pronto! Sucesso total!

Bolsas com Chaveiros Fendi Buggies
Bolsas com Chaveiros Fendi Buggies

Os monstrinhos possuem seus próprios nomes e são feitos com um mix de pele (composto de silver fox, goat fur, lamb leather e mink fur).

Nas últimas coleções de lançamento dos mesmos, eles mudaram um pouco, crescendo de tamanho, ganhando novos formatos e também, outras combinações de cores. Além disso, ganharam estampas especiais nas sapatilhas, carteiras e até mesmo nas bolsas da Fendi.

Até mesmo o estilista alemão Karl Lagerfeld ganhou sua versão. Apelidado carinhosamente de Karlito, ele é um dos modelos que se esgotam com maior facilidade dentro das lojas da Fendi.

Karlito, by Fendi
Karlito, by Fendi

No ano de 2015, a marca acabou lançando mais uma tendência internacional ao comemorar seus 90 anos de história e inspiração. Eles vestiram centenas de celebridades pelo mundo com suas camisetas! Além disso, Karl que já completou 50 anos assinando pela marca resolveu publicar um livro com o nome de Fendi by Karl Lagerfeld. Lá é possível você visualizar mais de 200 croquis que foram elaborados e desenvolvidos pelo estilista.

Ainda no ritmo de comemorações, a Fendi resolveu fazer um desfile único e imcomparável para apenas 700 convidados em plena Fontana Di Trevi, que tinha sido restaurada recentemente.

A renovação desta fonte, uma das principais da Itália, fora financiada pela Fendi, que nasceu na Cidade Eterna e que não se cansa de traxer suas origens em suas coleções, por mais que o tempo tenha passado.

Desfile na Itália
Desfile na Itália

Qualidade, originalidade, luxo, sofisticação. São vários os adjetivos que nós podemos dar a essa marca. Com o pé direito na originalidade e o esquerdo nas tradições, ela continua sendo referência para jovens e adultos, arrastando cada dia mais fieis para esse irresistível comércio de alta classe e muito luxo.

Óculos de Sol Fendi

Sem dúvida os óculos da Fendi são desejo de qualquer mulher mas recentemente a Fendi acabou tomando conta do Instagram das celebridades brasileiras com seu modelo eyeline de óculos escuro, um must!

Óculos de Sol Fendi Eyeline
Óculos de Sol Fendi Eyeline

Peças made by hand

Em momento algum nós poderíamos falar da Fendi sem dar um destaque incrível para a sua tradição de made by hand. É exatamente esse cuidado que faz com que as bolsas, os acessórios, as peças sejam exclusivas, únicas e incomparáveis.

o “Feito a mão” (made by hand) é um dos principais elementos da marca italiana, sendo que todos os detalhes são observados de forma minuciosa, trazendo vitalidade para cada uma das peças que compõe a coleção. Essa tradição é mantida desde que a marca fora lançada, lá atrás, pela Adele Fendi.

Para que você consiga compreender melhor o valor dessa junção, apenas três artesão estão amplamente capacitadas a confeccionar a famosa bolsa baguette.

Desde sua criação até os dias de hoje, os fornecedores de matéria prima e mão de obra são os mesmos: artesãos do eixo de roma, Florença. Nenhuma concessão fora cedida para linhas de produção de países asiáticos. Ao todo, são ateliês romanos que possuem 40 profissionais capacitados a desenvolver seus produtos de forma exclusiva.

Alvo de críticas e polêmicas

Não é segredo pra ninguém que durante longos anos as peles de animais foram banidas do mundo da moda para que esta se transformasse em “politicamente (in)correta”. Contudo, não podemos ocultar a verdade e pensar que as peles e couros sintéticos trazem as mesma beleza e suavidade que as peles tradicionais. Elas não conseguem representar o luxo e nem a sofisticação da forma como tem que ser.

Aos poucos, elas estão tomando seus lugares nas passarelas novamente e também no guarda-roupas de muitas famosas. E quando estamos falando de peles, a Fendi toma a frente das atenções, já que ela é especialista nesse assunto. Ao acessar o site oficial da marca você já perceber peles de urso, cobras, jacarés que são utilizadas em suas criações.

Declarações polêmicas quanto ao uso de pele
Declarações polêmicas quanto ao uso de pele

Assim sendo, a marca sofre, constantemente, ataques dos defensores dos direitos dos animais. O estilista da grife italiana ainda destacou: “em um mundo onde se come carne, utilizar o couro para sapatos, roupa e bolsas torna a discussão sobre as peles infantil”.

Mesmo diante dessa controvérsia toda, diante as manifestações espalhadas pelo mundo, a Fendi apresentou no desfile de 2015, 36 novos casacos feitos de pele para a sua nova coleção outono/inverno.

E mais ainda: disse que tais casacos seriam vendidos a partir de €1 milhão. O tamanho do luxo tem justificação: o casaco vinha com pele de zibelina, uma espécie de marta castanho-escura que é encontrada na Europa e em alguns países do norte da Ásia.

Fendi e a ousadia

Sem a menor dúvida de que estamos no mundo para causar, a grife desfilou no dia 19 de outubro de 2007 num monumento histórico: A grande muralha da China. Ao todo, 500 pessoas foram convidadas a prestigiar o evento. 88 metros de passarelas que exibiam fortemente as cores em vermelho e um símbolo circular para relembrar a prosperidade e a paz.

Desfile poderoso da Fendi
Desfile poderoso da Fendi

O evento estruturado dessa forma foi mais uma estratégia da LVMH para conseguir promover a Fendi no mercado asiático de uma maneira mais forte e agressiva, especialmente para o mercado chines que vem surgindo forte dentro do mundo da alta costura.

Não podemos, em nenhum momento se quer, esquecer de todas as contribuições que essa marca trouxe não só para o mundo da moda, mas também para a qualidade de vida das pessoas. Polêmica, irreverente e fora do comum, a Fendi ainda é sinônimo de luxo e elegância.

Diferente das demais, ela quebra paradigmas e faz o inusitado, até mesmo em seus desfiles. Cabe a nós apreciarmos cada um dos detalhes envolvidos para que saibamos observar e absorver cada peça de arte que ganham vida nas mãos de Karl e de sua equipe. Entrar para esse universo seletivo e singular ainda é uma das melhores formas de demonstração de personalidade e originalidade.

Linha do tempo Fendi

  • 1918: Adele Casagrande abre sua primeira loja na Itália.
  • 1925: Adele de casa com Edoardo Fendi. Juntos eles resolvem tocar a loja que já ia muito bem e por opção do casal, colocam o seu sobrenome como destaque.
  • 1932: Devido ao grande sucesso de suas peças e a grande procura da elite italiana, eles resolvem abrir mais uma loja, no coração da Itália.
  • 1954: Edoardo falece e deixa os negócios por conta de sua mulher e filhas.
  • 1964: com a expansão e o aumento da procura de seus produtos, mais uma nova loja é inaugurada na Via Borbognona.
  • 1965: Nasceu uma poderosa aliança feita entre a Fendi e Karl Lagerfeld, um alemão estilista (e que também é estilista chefe da Chanel).
  • 1966: Lançamento oficial da primeira criação feita por ninguém menos que o estilista alemão. Foi um sucesso estrondoso na época.
  • 1967: A marca resolveu inovar mais uma vez e trouxe à tona casacos e mantôs de pele utilizando a pele de esquilos e de coelhos. Também foi neste ano que eles trouxeram à tona o casaco reversível, que era forrado de pele e o outro em estilo quimono, causando a mistura perfeita entre outros tecidos ao couro.
  • 1968: A grife mais ousada da história mundial organizou um desfile no Japão! Não demorou muito para que seus produtos fossem consumidos de forma ávida pelos japoneses.
  • 1969: Ocorreu o primeiro lançamento oficial de roupas prêt-à-porter, feito no Palazzo Petti, em Florença.
  • 1985: Eis que ocorreu o lançamento oficial do primeiro perfume da Fendi, o Fendi for Women. Nos anos seguintes, essa linha sofreu um processo de expansão, ganhando o Theorema Uomo e o Fendi Uomo (uma linha dedicada para os homens). Depois disso, chegaram na família o Fantasia e o Celebration. Foi neste ano também que a Fendi lançou pela primeira vez os objetos de decoração para casa e escritórios.
  • 1987: Lançamento oficial do Fendissime, que nada mais era do que uma linha de produtos dedicada a atrair o público mais jovem e mais moderno, que cresceu de forma expressiva e que não se identificava com a marca principal. Assim, eles passaram a conquistar novos consumidores.
  • 1989: Ocorre o licenciamento da utilização do nome Fendi, bem como o registro oficial do seu logotipo.
  • 1990: Lançamento oficial da linha Fendi Uomo. Ela era composta por diversos acessórios masculinos e roupas para eles, podendo ser usados nos mais diversos momentos da vida!
  • 1991: Ano que marcou o primeiro lançamento da sua coleção de óculos de sol e também de joias.
  • 1997: Um dos principais anos para a Fendi! Eis que nasceu a Bolsa Baguette, uma bolsa pequena, no formato retangular e bastante simples. Ela fora a criação de Silvia Venturini, neta dos fundadores da marca. Depois anos depois do lançamento, a Baguette se tornou a bolsa mais vendida no mundo! O nome Baguette surgiu sem querer, quando ela sugeriu que o modo certo de usar a bolsa era do mesmo jeito que os franceses carregaram o pão, debaixo do braço. Atualmente você encontra mais de 1000 modelos diversificados que foram fabricados nos mais diversos materiais, como cashmere e crocodilo. Já houve uma edição que levava pedras de diamante, para você ter uma ideia do luxo! Nas edições exclusivas, a bolsa chega a custar UR$ 30 mil. É um verdadeiro ícone da moda mundial. Inclusive, fora através do seu lançamento que o conceito “it bag” passou a ser difundido. Desde o seu lançamento até agora, já foram vendidas mais de 1.2 milhões de unidades.
  • 1998: Uma forma de homenagear o made by hand, lançou-se a coleção La Selletia.
  • 2001: Lançamento de uma releitura do clássico; uma mini baguette, só que mais macia e num formato diferenciado se comparado ao modelo tradicional.
  • 2005: Lançamento oficial da bolsa Spy Fendi, tornando-se um modelo muito difundido entre as celebridades mundiais.
  • 2006: Lançamento oficial da B Fendi. Era uma coleção de bolsas bastante extravagantes e que utilizaram diversos materiais como o náilon, o jeans e o couro.
  • 2007: Lançamento oficial do perfume feminino Fendi Palazzo e recebeu esse nome porque a embalagem da frente produzia, realmente, a imagem do Palácio Fendi que fique na Itália. O frasco fora desenvolvido por Karl Lagerfeld e produzido pela Pochet. É bastante simples, mas sua decoração fora feita de forma inusitada e exclusiva. Após 18 meses do lançamento eles resolveram recolher as unidades das prateleiras. Segundo eles, por mais que as vendas tivessem ido bem, ficou muito aquém das expectativas iniciais.
  • 2008:Lançamento da linha Life Toys. Esse lançamento só fora possível através da fixação da parceria com a marca japonesa Aprica, que era especialista na elaboração de produtos infantis. Assim, roupas, carrinhos de bebê e demais acessórios ganharam a originalidade da Fendi.
  • 2009: Lançamento oficial da bolsa Peekaboo Fendi. Ela, assim que lançada, se tornou um verdadeiro hit, estando acoplada no braços de mulheres influentes e importantes, como Bianca Brandolini, Olivia Palermo e Jennifer Lopez. Uma curiosidade sobre essa bolsa é que ela possui um forro tão lindo por dentro que algumas pessoas tem usado a mesma aberta! Ela também pode ser encontrada para comprar em três diferentes tamanhos e feitas em materiais e texturas diferentes.
  • 2010: Lançamento oficial do perfume Fan di Fendi. Ele é um perfume, verdadeiramente, atemporal. Vemos traços da marca por todo o frasco, como as fivelas de ouro tradicionais da Fendi na embalagem do perfume e a tampa do mesmo que faz alusão a bolsa Peekaboo. O perfume é adocicado, possuindo notas de pimenta rosa, pera, tangerina da Calábria, rosa damasceno, patchouli, groselha e jasmim amarelo.
  • 2011: Lançamento da coleção Fendi Kids, que é uma linha de roupas e acessórios infantis, desenvolvida especialmente para crianças que estão ente 3 meses e 01 ano. Com parceria da marca italiana Inglesina, foi possui criar um universo de luxo e sofisticação para crianças, rapidamente adotada pela sociedade.
  • 2012: Inaugura-se a primeira loja Fendi Kids, focada em roupas e acessórios para bebês. a loja está localizada em Dubai. Também é neste ano que acontece o lançamento do 2Jours, que é um modelo muito mais minimalista e prático de bolsas da Fendi que, rapidamente, se tornou um verdadeiro sucesso. O revestimento é feito em couro de altíssima qualidade e conta com dois tipos de texturas diferentes: aquela que recobre as laterais (lisa) e a que pertence ao centro da bolsa (com texturas). Ela é o modelo ideal de bolsa para quem precisa carregar tudo sem perder o requinte. É uma bolsa para ser carregada nas mãos.
  • 2013: Fora o lançamento oficial do perfume feminino L’Acquarossa, que foi feito pensando numa forma de homenagear a feminilidade romana. Ele tenta transpassar a firmeza da mulher moderna.

Fendi dos Pés à Cabeça: Compre Fendi no Etiqueta Única

Fendi dos Pés à Cabeça: Compre Fendi no Etiqueta Única

  Banner da ação de credit month de dezembro do etiqueta única  

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here