Conheça Zozibini Tunzi, a Miss Universo 2019

Capa do post sobre a nova miss universo
  Banner da ação de Sale do Etiqueta Única de Janeiro 2020  

Aconteceu no último domingo, 08 de Dezembro, um dos concursos mais esperados e concorridos do ano: o Miss Universo.

O concurso internacional de beleza feminina é o mais importante do mundo, e é organizado pela Miss Universe Organization, propriedade da empresa William Morris Endeavour, além de ser um dos eventos mais vistos do planeta, com audiência internacional de cerca de um bilhão de telespectadores em mais de 180 países.

O Miss Universo

Criado em 1952 no estado da Califórnia, Estados Unidos, pela empresa Pacific Mills, o Miss Universo tornou-se através dos anos um evento da Kayser-Roth Corporation e da Gulf and Western Industries, até ser comprado em 1996 por Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos.

Dois anos após ser adquirido por Trump, que era até então empresário, mudou sua razão social de Miss Universe Inc. para Miss Universe Organization  e teve sua sede transferida de Long Beach para Nova Iorque, com reformulação total em sua equipe profissional.

A organização passou a usar o lema “Redefinido para o presente” para a realização de seus concursos. Na mesma época, criou sua nova logomarca: “The woman with the stars” (“A mulher com as estrelas” em tradução livre), representando a beleza e a responsabilidade das mulheres em todo o Universo, que é usada até as edições atuais.

Concurso Miss Universo de 2009

Contudo, no ano de 2015, Donald Trump vendeu a organização e os direitos do concurso de beleza para a empresa WME-IMG, do empresário William Morris Endeavor, administrador atual.

Miss Universo 2019

A edição deste ano foi a 68ª do concurso e aconteceu no dia 08 de Dezembro, na cidade de Atlanta, no estado norte-americano da Geórgia. E contou com 90 candidatas representando países de todos os continentes do planeta.

Este ano foi marcado pela mudança da coroa usada pela ganhadora, que foi fabricada pela joalheria suíça-emiradense Mouwad, substituindo a coroa Mikimoto, confeccionada pela empresa japonesa Mikimoto Pearl Company.

Pelo terceiro ano consecutivo foram escolhidas 20 semifinalistas a partir dos grupos continentais (Américas, Europa e um que combina candidatas da África e Ásia-Pacífico), sendo que todas as 90 candidatas foram avaliadas em etapas preliminares pelos mesmos jurados que iriam avaliar no dia da competição.

A etapa que definiu o Top 10 do concurso foi a de “Discurso Aberto”, uma nova modalidade introduzida na edição deste ano onde as candidatas tiveram que apresentar em 15 segundos um discurso preparado anteriormente sobre um tema previamente escolhido pela organização. Nesta etapa foram selecionadas as representantes dos Estados Unidos, África do Sul, Porto Rico, México, Colômbia, Peru, Islândia, França, Indonésia e Tailândia.

Estas então foram avaliadas na etapa de passarela, que neste ano foi uma fusão das fases de desfile de traje de banho e gala. Cinco candidatas foram então selecionadas para compor o Top 5, composto por: África do Sul, Porto Rico, México, Colômbia e Tailândia que passaram para a etapa de Pergunta Temática, resultando na coroação da nova Miss Universo: Zozibini Tunzi, representante da África do Sul.

 

Quem é Zozibini Tunzi?

Zozibini Tunzi nasceu no dia 18 de Setembro de 1993 na cidade Tsolo, localizada no condado de Cabo Oriental, na África do Sul. Filha de Philiswa Nadapu e Lungisa Tunzi, ela possui mais duas irmãs.

Tunzi cresceu no vilarejo de Sidwadweni, mudando-se mais tarde para a Cidade do Cabo, capital do país, onde se estabeleceu no subúrbio Gardens para estudar na Universidade de Tecnologia da Península do Cabo, se formando em 2018 em relações públicas e gerenciamento de imagens.

A sul africana iniciou sua carreira em concursos de beleza em 2017, enquanto ainda era uma estudante universitária, ao participar do Miss África do Sul, onde foi selecionada entre as 26 finalistas, mas não passando para a próxima etapa.

Zozibini voltou a participar do Miss África do Sul dois anos depois, em 2019, nas seleções preliminares foi selecionada entre as 35 principais semifinalistas e, após novas audições, foi anunciada entre as 16 finalistas no dia 11 de Julho. Na etapa final do concurso, realizado no dia 09 de Agosto, foi coroada Miss África do Sul, superando a segunda colocada Sasha-Lee Olivier.

Ao vencer o concurso, ganhou diversos prêmios, incluindo um carro novo e um apartamento totalmente mobiliado no influente bairro de Sandton em Joanesburgo, avaliado em R$5 milhões, para ser usado em seu reinado como Miss África do Sul.

Durante o Miss Universo, ao ser questionada sobre como atuaria caso vencesse o concurso, Zozibini discursou contra o racismo e o machismo:

“Eu cresci em um mundo onde mulheres como eu, com a minha pele e o meu cabelo, nunca foram consideradas bonitas. Já chegou a hora de parar com isso. Eu quero que as crianças olhem para mim e vejam seus rostos refletidos no meu.”

Durante a etapa final do concurso, também foi questionada sobre a coisa mais importante que as jovens mulheres devem aprender nos dias de hoje, Tunzi concedeu uma resposta impactante:

“Eu acho que a coisa mais importante que deveríamos estar ensinando jovens mulheres hoje é liderança.  É algo que falta às mulheres e meninas há muito tempo, não porque elas não a desejavam, mas por causa de como a sociedade rotulou como elas deveriam ser. Eu acho que nós somos os seres mais poderosos que existem no mundo e que deveríamos ser dadas todas as oportunidades e que nós deveríamos estar ensinando estas meninas, a ocupar espaço, nada é mais importante do que ocupar espaço na sociedade e se consolidar, obrigada.”

Zozibini irá agora residir na cidade de Nova Iorque nos Estados Unidos e irá participar de diversos eventos e aparições ao redor do mundo no próximo ano.

O que acharam da nova Miss Universo? Gostam de assistir o concurso? Nos contem nos comentários!

  Banner da ação de Sale do Etiqueta Única de Janeiro 2020  

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here