Minha Sacola

Sua sacola está vazia

Pesquisar

Todos
  • Todos
  • Bolsas
  • Sapatos
  • Roupas
  • Acessórios

LOUIS VUITTON

História da marca:

A história da marca começa em 1837, quando o jovem Louis Vuitton chega a Paris para tornar-se um fabricante de baús. Na época, os viajantes solicitavam aos artesãos formas de armazenar e proteger seus objetos pessoais, já que o principal meio de transporte eram carruagens, barcos e trens. Vuitton, rapidamente virou um artesão valorizado dentro do ateliê de Monsieur Maréchal, com quem iniciou seus treinamentos.

Em 1854 é fundada a Maison Louis Vuitton Malletier, na Rue Neuce dês Capucines, no centro da capital francesa. Os baús eram desenvolvidos com ideias inovadoras: Seu design pensado para serem empilhados, o que era uma novidade, já que os baús da época eram arredondados para que a água não acumulasse. Também foi criado um tecido resistente e revestido com uma camada encerada e impermeável, no qual substituiria o couro. As extremidades dos baús passaram a ter ponteiras de metal, com um ar de exclusividade, já que os produtos passaram a ser sob medida para clientes da alta sociedade.

Já em 1870 Georges Vuitton uniu-se ao pai para ajudá-lo na expansão da marca, criando novos designs e produtos. Em 1885, foi inaugurada em Londres a primeira loja fora da França, e junto do sucesso e crescimento da Maison, vieram as imitações. A empresa teve que tomar uma atitude, mudando sua famosa lona cinza para as listras nas cores bege e marrom, que evoluiu para o Damier. Além de implementar um sistema de fechamento inteligente, conhecido como Tumbler, que tornou os baús de viagem verdadeiras arcas do tesouro.

Georges Vuitton herdou o poder criativo do pai e continuou a inovar dentro da Maison. Em 1896, é criado a estampa monograma, concebido como um design engenhoso para impedir o crescimento das falsificações.

O The Louis Vuitton Building foi inaugurado em 1914 na cidade de Paris, em um luxuoso endereço na Avenida Champs-Élysées, como a maior loja de produtos para viagem do mundo na época. Nesse mesmo ano, a empresa ampliou sua atuação internacional com inaugurações de lojas em Nova York, Mumbai, Washington, Londres, Alexandria e Buenos Aires.

Em 1936, Gaston-Louis Vuitton herda a empresa e dedica-se a descoberta de novos materiais. Em 1959, criou o canvas, um tecido impermeável e maleável, com sua base em linho, algodão e PVC. O material passou a ser utilizado como matéria-prima nos modelos de bolsas, mantendo-se em coleção até os dias de hoje.

Nos anos 80, o magnata francês Bernard Arnault comprou a grife da família Vuitton e, com ela, ergueu os pilares do grupo LVMH (Moët Hennessy • Louis Vuitton), maior conglomerado de marcas de luxo do planeta.

No decorrer dos anos, diversas criações e parcerias foram formadas. Nos anos 2000, Marc Jacobs assume o cargo de diretor criativo da marca e com o DNA pioneiro da marca, foi o primeiro a criar coleções com parcerias de ilustres designers e personalidades, como Stephen Sprouse, Murakami e Richard Prince. Mesmo com a saída de Jacobs, a marca continua a fazer novas parcerias, sendo as mais recentes com Grace Coddington e Jeff Koons.

Hoje, a marca possui mais de 460 lojas espalhadas pelo mundo sem perder sua essência de exclusividade e savoir-faire.

Tipos de materiais:

  • Canvas Damier Ebene

    Canvas Damier Ebene

  • Canvas Damier Azur

    Canvas Damier Azur

  • Canvas Damier Graphite

    Canvas Damier Graphite

  • Canvas Damier Cobalt

    Canvas Damier Cobalt

  • Canvas Monograma

    Canvas Monograma

  • Canvas Monograma Multicoloré

    Canvas Monograma Multicoloré

  • Canvas Monograma Eclipse

    Canvas Monograma Eclipse

  • Monograma Denim

    Monograma Denim

  • Couro EPI

    Couro EPI

  • Electric EPI

    Electric EPI

  • Canvas Damier Couleurs

    Canvas Damier Couleurs

  • Couro Vernis

    Couro Vernis

  • Couro Empreinte

    Couro Empreinte

  • Couro Mahina

    Couro Mahina

  • Taïga

    Taïga

  • Couro Vachetta

    Couro Vachetta

  • Couro Suhali

    Couro Suhali

  • Couro Antheia

    Couro Antheia

  • Couro Malletage Losange

    Couro Malletage Losange

  • Couro Taurillon

    Couro Taurillon

  • Mini Lin / Monogram Idylle

    Mini Lin / Monogram Idylle

  • Couro Exótico - Croco

    Couro Exótico - Croco

  • Couro Exótico - Python

    Couro Exótico - Python

  • Couro Exótico - Avestruz

    Couro Exótico - Avestruz

Damier Ebene foi a primeira estampa da marca. Introduzida em 1888, a padronagem é inspirada em tabuleiros de damas e foi criada para distinguir seus modelos das réplicas. É estampada em canvas de cor preta, com pequenas linhas em dois tons de marrom, criando o famoso xadrez Damier Ebene. - é possível notar o fundo do canvas escuro/preto quando há desgaste nas extremidades da peça!

Canvas Damier Ebene

Damier Azur foi introduzida na marca em 2008, como uma reinterpretação do icônico Damier canvas, com suas cores inspiradas na Riviera Francesa. O canvas é material sintético, impermeável e maleável com base em linho, algodão e PVC feito de fios entrelaçados.

Canvas Damier Azur

O Damier Graphite foi criado em comemoração do 120 aniversário do Canvas Louis Vuitton. A estampa introduzida em 2008 é considerada clássica e discreta com seus tons de cinza e preto, além de ser uma exclusividade da linha masculina.

Canvas Damier Graphite

Damier Graphite foi introduzido na marca em 2014 nas linha masculinas, feito de canvas, um material que não é couro. - um material sintético impermeável e maleável com base em linho, algodão e PVC feito de fios entrelaçados.

Canvas Damier Cobalt

Lançado em 1896, o monograma clássico é o mais conhecido da marca. Possui 4 ornamentações, sendo uma o LV interlock, a fleur de lis, fleur de lis invertida e o quatrefoil, é feito de canvas, um material que não é couro. - um material sintético impermeável e maleável com base em linho, algodão e PVC feito de fios entrelaçados.

Canvas Monograma

Introduzido em 2003, a versão em canvas foi criada em parceria com o artista japonês Takashi Murakami. Famoso por suas obras coloridas e animadas, Murakami fez um update do monograma com 33 cores diferentes e opção de fundo branco ou preto. A linha foi descontinuada em 2015.

Canvas Monograma Multicoloré

O monograma Eclipse foi introduzido por Kim Jones na coleção de outono de 2016. Inspirado por Paris, Kim revisitou um modelo Malle Courrier, do arquivo da Maison, e trouxe o monograma clássico da marca em tons de cinza e preto. Assim como O Damier Gaphitte, o monograma Eclipse é exclusivo da linha masculina.

Canvas Monograma Eclipse

Lançado em 2005, a linha possui variações de cores dos modelos clássicos, azul, verde, rosa ,cinza e preto. Já para linhas especiais, há opções em degradê e patchwork.

Monograma Denim

Inspirado por um couro granulado usado pela Maison nos anos 20, o couro EPI foi introduzido em 1985, e ficou responsável em criar uma textura única e distinta para a linha de couro da marca.

Outra característica importante do couro, é sua durabilidade, chave para qualquer item de viagem.

O processo deste couro consiste em diversas camadas de tingimento, além de uma grande gama de cores disponíveis ao longo dos anos, mais de 40!

Couro EPI

Em 2010, a Maison introduziu a linha Eletric EPI, uma versão glossy com 3 variações de cores: Plum, Preto e Amande. Em 2011, criaram a nova cor Tropical Epi, uma graduação de cores coloridas na mesma peça.

Electric EPI

Com a entrada de Nicholas Ghesquiere na LV, a maison passou por grandes mudanças criativas. Para coleção de Spring de 2014, o designer criou o Damier Couleurs, confeccionado em canvas coloridos com mais de 5 variações de cores.

Canvas Damier Couleurs

A linha Vernis foi introduzida em 1997 por Marc Jacobs, o novo diretor criativo da marca na época. O couro foi lançado em diferentes modelos de bolsas e com mais de 40 variações de cores.

O material é confeccionado em couro, com o monograma da marca em baixo relevo e um acabamento envernizado, como uma camada especial no qual dá o acabamento brilhoso à peça.

Couro Vernis

O couro Empreinte foi lançado em 2010, e é considerado um grande sucesso da marca. Confeccionado em Calfskin da melhor qualidade, o couro é tingido e passa por um novo tratamento para deixar o couro com melhor acabamento, mantendo-o suave, além de realçar os poros do couro. Finalizando o processo, é feito o acabamento em relevo monograma da marca.

A linha empreinte disponibiliza mais de 15 variações de cores, além de diversas categorias de produtos, como Bolsas, mochilas, sapatos e acessórios pequenos, como capas de celulares e carteiras.

Couro Empreinte

O couro Mahina foi lançado em 2007, com sua inspiração vindo da cultura Polinésia e nas fases crescentes da lua. O monograma é perfurado com pequenos pontos por todo o couro, que é disponível em mais de 25 cores.

Couro Mahina

Lançado em 1993, o couro foi uma das primeiras criações de Marc Jacobs como diretor criativo na marca e seu nome homenageia uma floresta Russa. É um couro nobre e possui uma textura de fibras bem finas e elegantes. Usado apenas para linha masculina é mais comum para pastas, malas e carteiras.

Em 2019, o couro foi repaginado e renomeado como Taigarama, pelo diretor criativo da marca, Virgil Abloh. O couro clássico da marca passou a ser usado com o canvas monograma em diversas cores - Bahia Yellow, Amazon Green and Pacific Blue, Antarctic Grey e Eclipse.

Taïga

O Vachetta é um couro natural, geralmente usado nos acabamentos e recortes das peças confeccionadas em canvas Damier Azur e Monograma. O Vachetta possui uma textura lisa e amanteigada, e por ser um couro sem nenhum tratamento, tende a escurecer com o tempo devido à sua exposição natural ao sol, ar e também ao contato direto com as mãos, desenvolvendo uma Patina.

Couro Vachetta

O couro Suhali foi lançado em 2004, é confeccionado em couro de cabra, com um aspecto granulado /poroso e sem nenhum tipo de tratamento químico para seu acabamento.

A linha possui uma variação de 10 cores, e os nomes das bolsas são adjetivos em francês da mulher Louis Vuitton- L'Impétueux: Espontanea, L'Épanoui: Radiante, L'Affriolant: Sedutora, L'Aimable: Amável, L'Imprevisible: Imprevisível, Le Talentueux: Talentosa, L'Ingenieux: Engenhosa, Le Inoubliable: Inesquecível, Le Fabuleux: Fabulosa.

Couro Suhali

O couro teve seu debut em 2010, com seu nome em homenagem à Deusa grega das flores e jardins, Antheia. Confeccionado em Lambskin, o couro possui acabamento bordado com o monograma da marca, criando um matelassado com o logo marca.

Couro Antheia

O couro criado por Ghesquiere em 2014 possui um acabamento matelassado em formato diamante. O Malletage tem inspiração de bagageiros da Maison, revisitados com um ar moderno e com variação de 3 cores elegantes.

Couro Malletage Losange

O couro Taurillon foi introduzido como linha fixa da Maison aproximadamente em 2012. É considerado extremamente nobre e disponível em poucos modelos e acessórios da maison. Seu toque é granulado, perceptível aos olhos e dedos. Tem como características a durabilidade e leveza.

Couro Taurillon

O monograma Mini Lin é uma linha considerada mais esporte da Maison. É considerada um canvas mais maleável, sendo feita de 58%Algodão, 24%Linho e 18%Poliamida. Em 2008/2010, a coleção Mini Lin foi reinterpretada e foi renomeada para Monogram Idylle Canvas Collection.

Mini Lin / Monogram Idylle

Extremamente caro e exclusivo, o couro tende a ser usado em peças e modelos que possuem um formato estruturado, devido ao material ser rígido.

Mesmo sendo um dos couros mais duráveis e não propenso à arranhões, não deve ser armazenada em lugares quentes ou com luz direta para o couro não envelhecer, perder coloração ou machucar as escamas.

Couro Exótico - Croco

O Python, por ser mais acessível que os demais couros exóticos, como avestruz, lizard e croco, é mais fácil de se encontrar em lojas e coleções, tanto em bolsas como small leather goods. O couro possui uma textura única, uma grande e fascinante variação de "estampa" e coloração. É considerado o mais frágil entre os couros exóticos, e precisa de alguns cuidados especiais. É importante evitar atrito, devido a propensão das escamas abrirem ou levantar. Evitar o ressecamento das escama e o contato direto com água.

Couro Exótico - Python

O couro possui diversas características positivas, como sua extrema resistência ao tempo e overall durabilidade. Sua aparência e textura também se distinguem bem dos demais couros exóticos.

Couro Exótico - Avestruz

Saiba mais

● Ao autenticar uma bolsa LV, o primeiro passo deve ser a identificação do modelo ! Diversas réplicas criadas possuem variações ou características nas quais os originais da Maison não possuem ou não são modelos existentes.

● Também deve-se pesquisar se o modelo e coloração estão dentro do ano criado. A Neverfull, por exemplo, foi criada somente em 2007, assim como a estampa Damier Azur !

● O material usado nas peças também é de suma importância, já que a marca utiliza apenas couros da melhor qualidade. O couro Vachetta é natural e não possui nenhum tipo de tratamento, tornando-o difícil de imitar. O utilizado em réplicas tende a ter uma coloração levemente rosada.

● Já o canvas, seja ele monograma ( clássico e multicolore) ou Damier, possuem características distintas para autenticação. O Damier, por exemplo, deve sempre ter o logo da marca seguindo as mesmas linhas. Já o Monograma, deve iniciar e terminar com o mesmo símbolo, e o Monograma Multicolore possui uma variação de 33 tonalidades nos símbolos da marca.

● É comum encontrar estampa monograma com o simbolo recortado nas extremidades ou com sua padronagem de ponta cabeça, já que a marca não recorta o canvas quando não há recorte na peça.

● Exemplos clássicos são os modelos Papillon, Speedy, entre outros.

● Outra característica importante, e talvez a mais conhecida, é o Date Code. Todos os itens da LV possuem um indicando o país e sua data de fabricação.

● Os códigos devem seguir esse padrão: Duas letras seguidas de quatro números, sendo que as letras representam o país de fabricação, o primeiro e terceiro número representam a semana do ano, e o segundo e quarto números, representam o ano. - Ex: “SD2057” Estados Unidos, semana 25 (Maio), de 2007.

● Esse padrão foi adotado em 2007, anteriormente o primeiro e terceiro número representavam o mês. Sendo que em modelos vintage possuem outras variações.

● É importante verificar se as letras do Date Code coincidem com o Made in (País) do heat stamp da peça. - Verifique aqui os Date Code da marca.

● Os Date Codes podem ser encontrados dentro da bolsa, em variados lugares, como dentro de um bolso, estampado no forro ou em uma pequena tira de couro.

● É também muito importante analisar os itens inclusos da peça, como cartão de cuidados, etiqueta e dust bag - já que é onde as réplicas mais pecam.

● As Dust Bags Vintage são confeccionadas em flanela em um tom de bege com o logo da marca em foto grossa e em um tom de marrom escuro. À partir de 2004, passaram a ser confeccionadas em um algodão ou linho em um tom de bege, mais claro. O logo da marca é impresso em um tom de marrom. Em 2016, a Maison atualizou toda sua comunicação de packaging, mudando as caixas para um tom alaranjado com o logo em um tom de azul, e as dust bags passaram a ter um tom mais para o creme com o logo em azul escuro.

● A marca usa ferragens douradas Heritage com o logo LV desde 1991. Com zíperes lisos - diferente de diversas marcas que utilizam YKK, Riri ou Lampo - é sempre muito importante verificar sua parte posterior.

● Suas ferragens devem ser sempre perfeitas, brilhantes e sem nenhum tipo de textura ou ondulação, ou seja, todas as ferragens devem ter um acabamento perfeito !

● É importante lembrar que pode ocorrer descoloração da ferragem em peças vintage.

● Há diferentes tipos de zíperes usados na Maison, tanto seu acabamento, que pode ser matte ou brilhante, quanto o formato dos puxadores, variando de acordo com modelos, coleções e funcionalidades.

● Os rebites devem ser redondos com Louis Vuitton ou LV gravados. Em alguns casos, pode ser que o O tenha uma fonte mais retangular, diferindo do logo original da marca.

● A LV usa um específico tipo de linha para suas costuras, um linho reforçado com cera de abelha, no qual ajuda a evitar fios soltos e garantindo a melhor qualidade.

● O mesmo número de pontos usado na costura será encontrado nos mesmo lugares e modelos da peça, sendo eles com a mesma distância e comprimento entre eles.

  • ● Existe uma lenda sobre o Titanic, onde muitos dos passageiros que estavam a bordo do navio carregavam seus pertences em baús da LV, e tais foram encontrados intactos, preservando inclusive os itens de seus donos.

  • ● A LV também foi criadora do “The Library Trunk“, um baú com gavetas secretas e prateleiras sob medida que carregou as histórias de Ernest Hemingway e outros escritores renomados.

  • ● Hoje em dia, a casa dos Vuitton em Asnières abriga um museu, que pode ser visitado ao longo do ano sem necessidade de marcar hora. Lá é possível apreciar uma grande coleção de malas e baús antigos e ainda passear pelos ambientes da casa, como a sala toda decorada em estilo art noveau.

  • ● A bolsa Noé foi criada para carregar garrafas de Champagne! O primeiro modelo bucket criado pela marca, consegue carregar até 5 garrafas, sendo a quinta posicionada de forma invertida no centro dos demais 4 champagnes. O modelo da linha atual em tamanho grande ainda consegue carregá-las!

  • ● A Louis Vuitton criou uma linha de bolsas all-leather somente nos anos 80! Criado em 1985, o couro conhecido como EPI foi a primeira coleção de couro permanente da maison.

  • ● O modelo Alma, um dos mais antigos e conhecidos da marca, conta com uma história interessante para os fashionistas. Dizem que o modelo teve sua criação como um modelo personalizado para Mademoiselle Chanel ! Coco teria feito um pedido especial para uma versão Day-Sized do modelo Voyage, para ser usada em seu dia dia. Na década de 30, o modelo passou a ser reproduzido para o público!

  • ● Outro ícone que influenciou um famoso modelo da LV, foi Audrey Hepburn. Considerada responsável pela criação do modelo speedy, em 1965, Audrey fez o pedido para a maison criar uma versão miniatura da Keepall, para que pudesse usar no seu dia a dia. A vuitton então criou a versão day-sized, e virou hit da marca.

  • ● A marca passou a trabalhar com ferragens prata em 2004.

Voltar