Minha Sacola

Sua sacola está vazia

Pesquisar

Todos
  • Todos
  • Bolsas
  • Sapatos
  • Roupas
  • Acessórios

HERMÈS

História da marca: A Hermès é uma casa de moda francesa de quase dois séculos, fundada em 1837 por Thierry Hermès que começou produzindo acessórios para cavaleiros como selas, chicotes, e rédeas. Durante os últimos 178 anos, eles estão no auge dos artigos de luxo, apresentando peças feitas à mão peças feitas a partir dos melhores materiais, feitos pelas mãos dos artesãos mais qualificados do mundo. Os maiores designers do mundo, como Jean-Paul Gaultier, Martin Margiela e Christophe Lemaire tiveram o prazer de projetar para a maison.

Até o momento, a maison possui 14 divisões que abrangem desde o couro, lenços, gravatas, roupas masculinas, moda feminina, perfumes, relógios, artigos de papelaria, calçados, luvas, esmalte, artes decorativas, louças até joias. O Etiqueta Única conta com numerosas bolsas de luxo com design vintage, e cada peça passa por uma rigorosa verificação de autenticidade.

Através de anos de treinamento e experiência em primeira mão, a equipe EÚ desenvolveu um olhar crítico e implacável para detalhes. Existem sete componentes principais para a verificação de autenticidade Etiqueta Única: O logotipo, o hardware, o revestimento, as juntas e remendos, a costura, o acabamento e os acessórios que vêm com a peça, como a caixa, papelaria, saco de proteção e etc. Devido à amplitude das capacidades da maison, este manual abordará não só bolsas de couro, mas também lenços, bolsas de tecido, acessórios e relógios.

Tipos de couro:

* Exótico
A Hermès usará somente o mais fino couro de crocodilo niloticus (Crocodilo do Nilo: com escamas maiores), crocodilo porosus (escamas menores) jacaré, avestruz e peles de lagarto. Cada uma é vendida com uma CITIES para ser usada para transporte. Um comprador não será capaz de entrar em certos países com uma bolsa exótica sem o passaporte para a Birkin/Kelly. Devemos salientar que a Hermès nunca usou couro de cobra.

* TOGO
O Togo é um couro resistente a arranhões feito do couro de bezerros. Tem um acabamento de cascalho macio. Este couro manterá a forma de uma bolsa, e é resistente a riscos.

* TOURILLON CLEMENCE
O Tourillon Clemence vem do couro de um touro jovem. É macio ao toque, e é um pouco mais pesado do que couro de Togo. Também é mais absorvente em relação a corantes, e vai aparecer mais macio. Este couro formará bolhas em contato com a água.

* BARENIA
O Barenia é um dos couros que são patrimônio da maison. É o couro de sela original: Curtida duplamente em corantes cromados e vegetais, e tratadas com uma mistura de nove óleos diferentes em um processo que dura entre cinco a seis semanas. Isso faz com que os arranhões no couro possam ser "apagados" apenas passando os dedos sobre eles. É também praticamente à prova de água, e irá desenvolver uma pátina ao longo do tempo.

* BOX
O couro Box dos couros que são patrimônio da maison criados da vitela. É um couro liso com um acabamento brilhante, suscetível a arra- nhões, no entanto, os arranhões, eventualmente, se misturam em uma pátina brilhante. É importante notar que este couro formará bolhas quando entrar em contato com a água. E sob cuidados corretos, ele pode durar gerações.

* CHARMONIX
* O Chamonix é uma versão fosca do couro Box. É menos propenso a arranhões, mas tem uma maior tendência a formar bolhas quando em contato com a água.

* EVER GRAIN
• O couro Ever Grain é a versão em relevo do Couro Ever. É muito macio e possui uma granulação muito fina. É propenso a arranhões, mas pode ser facilmente removido esfregando-o com os dedos.

* FJORD
• O Fjord é um couro pesado de um animal adulto. Este couro é macio e fosco, e também é resistente à água e arranhões.

* CHEVRE DE COROMANDEL
• O Chevre de Coromandel é um couro de cabra, caracterizado por um padrão de espinha no meio do couro. É leve, resistente a arranhões e parece quase iridescente. Absorve corante muito bem.

* CHEVRE MYSORE
• O Chevre Mysore é outro tipo de couro de cabra, com o padrão de espinha mais reduzido. É leve, resistente a riscos e iridescente, conhecido por fazer as cores parecerem mais vibrantes. A granualção é mais refinada em relação ao Coromandel.

* COURCHEVEL
• O Courchevel é um couro leve, semelhante ao Epson, ainda assim, ele é estampado produzindo uma granulação mais equilibrada. Ele parecerá mais brilhante e mais escuro na parte superior do grão.

* Vibrato
• O couro Vibrato é criado por empilhamento de camadas de pele de cabra e, em seguida, com um corte "transversal", aparecendo estriado.

* Negonda
• O Negonda foi desenhado 2007 especificamente para o Garden Party. É um couro fosco, seco ao toque. Completamente a prova d'água.

* Amazonia
• A Amazonia é uma lona revestida com borracha que dá a aparência de couro legítimo. Este material é impermeável, mas propenso a arranhões.

* Toile So H
• O Toile So H é um tecido caracterizado pela estampa de solihiya feito com a letra H.

* Toile Officier
• O Toile Officier é um material com um tecer mais fino, quase como um tecido bem fino.

* Toile Chevrons
• O Toile Chevrons É caracterizada por um padrão de tecelagem que vai aparecer como chevron ou listras em ziguezague.

* Toile H
• O Toile H é o material original de lona pesada que Hermès usa em suas bolsas de tecido, apresenta um tecido mais áspero, cujas urdumes e tramas são facilmente vistas a olho nú.

Curiosidades

  • Deve-se levar em conta que a Hermès só usará o melhor couro, e máquinas de estampagem que produzirão carimbos de calor.
  • Nunca se verá um selo borrado em qualquer parte da bolsa, não importa quão pequeno.
  • A parte exterior central na frente da bolsa apresenta um carimbo que indica "HERMÈS/PARIS/MADE IN FRANCE".
Isto será muito nítido e legível. As marcas diacríticas estarão sempre presentes e corretas. A maioria dos selos são criados com prata e folha de ouro. Na verdade, esta estampagem não foi usada em bolsas antes de 1970.
  • A cor do carimbo deve seguir a cor do hardware da bolsa.
  • O alinhamento será sempre perfeito: Ele se alinhará uniformemente e sempre será centrado. O selo superior da HERMÈS está centralizado dentro do selo MADE IN FRANCE.
  • Hermès SEMPRE usa marcas em relevo em suas bolsas. Eles nunca usarão uma etiqueta de couro ou placa de metal ou qualquer coisa desse tipo.
  • No cinturão direito do Birkin ou do Kelly, estará gravado HERMÈS -PARIS. A gravura não será muito amplamente definida e possui um certo refinamento para ele. Embora em torno da década de 1950, ele era gravado no cinto esquerdo no Haut à Courroies, o pré-cursor do Birkin.
  • Nas bolsas de tecido, haverá um selo sutil dentro da bolsa, que deve dizer "HERMÈS PARIS/MADE IN FRANCE" em todas as abas.

Hardware

  • As bolsas Hermès são criadas com acabamento banhado a ouro ou paládio. Os outros acabamentos raramente utilizados são de ouro escovado, prata, prata escovada, rutênio e guilhoche, que possui uma gravura em forma de diamante em hardware de paládio.
  • Algumas bolsas terão a parte inferior protegida que ajudarão a bolsa a ficar na posição correta sem balançar. Elas não são gravadas, apresentam um acabamento muito suave, e não terão seus parafusos soltos com facilidade.
  • Embora o escurecimento seja tecnicamente possível, em geral, o hardware das bolsas Hermès não se manchará. Eles nunca se quebram ou descascam. Caso o paládio apresente desgaste, ele ficará escuro.
  • Os zíperes mais recentes são marcados com grandes letras que dizem HERMÈS. Até os anos 1960, a Hermès usou os zíperes YKK Depois disso, até 1979, eles usaram o fecho Éclair. E depois disso, até 1992, usaram os zíperes gravados com o nome Hermès e um H em um círculo.
  • Um autêntico zíper Hermès permanecerá sempre paralelo à linha do zíper. Isso ocorre porque a peça de couro é projetada precisamente para o zíper, portanto, não há espaço para que ele se mova. Ele deve ser rígido e permanecer no lugar.
  • Nem todas as bolsas Hermès terão o terminal com a Letra H. Isto foi introduzido em 2001 e foram usados em algumas bolsas.
  • Nas bolsas de tecido, os acessórios metálicos serão gravados com a gravura Hermès sellier, que diz "HERMÈS ◊ PARIS ◊".
  • As bolsas Hermès serão revestidas com couro chevre ou pele de cabra. Na maioria das vezes, a cor do interior vai coincidir com o exterior, a menos que seja uma bolsa de edição especial.
  • As bolsas de tecido geralmente não possuem - porém, seu interior contará com o lado do tecido mais bruto e sem revestimento.
  • As bolsas são feitas de dentro para fora, com algumas exceções (Kelly Sellier) para que você veja realmente a costura externa sobre as juntas.
  • Onde seria possível ver a costura, são os pontos onde o couro e o forro se encontram, por exemplo o Birkin, mas a Hermès tem uma técnica de unir essas peças em conjunto que fará parecer que é apenas um único pedaço de couro.

Costura

  • Os artesãos treinam numa instituição chamada Ecole Grégoire-Ferrandi, especializada na confecção de selas e outras técnicas tradicionais de couro. Eles são treinados na costura de Selas, que é usada em todos as bolsas Hermès. A costura será inclinada e uniforme, em perfeito alinhamento.
  • Os artigos de couro da Hermès usam uma costura de sela porque que nunca se solta.
O fio de linho é revestido em cera de abelha para torná-lo liso, à prova d'água, e para evitar a podridão. O fio sempre coincidirá com a cor da bolsa, a menos que quando o couro é dourado ou em uma cor neutra na qual eles usarão o fio branco. Os artesãos usarão uma linha muito longa com uma agulha em ambas as extremidades para evitar os nós.
  • O processo no qual eles costuram se dá com o artesão segurando o couro em conjunto usando um grampo de madeira. E, em seguida, com um griffe, que se parece com um pente, eles vão fazer marcas suaves sobre o couro, para que eles possam pré-planejar a costura.
Um furador é então usado para perfurar através do couro. Uma agulha entra no buraco em uma direção, e a outra vai na direção oposta, ambas puxadas com igual tensão, criando o ponto de sela perfeito.
No início de cada costura, encontraremos três pontos duplos, segurando o resto dos pontos. Quando a costura é feita, ela é batida com um martelo e as bordas são raspadas, lixadas e polidas com cera até que a bolsa pareça ser um único pedaço de couro.
  • Haverá sempre um recorte próximo da borda do couro, pois este é o guia de costura seguido pelos artesãos segue.
  • Na maioria dos casos, a cor da costura vai coincidir com a cor do exterior da bolsa.
  • Haverá casos de costura irregular, uma vez que estas bolsas são produzidas por mãos humanas. Mas estas serão variações muito pequenas, quase imperceptíveis.

Acabamento:

  • A maioria das bolsas da maison são fabricadas de dentro para fora para esconder a costura. Coloca- las do lado certo é um processo muito delicado, uma vez que os couros poderiam ficar danificados e as formas poderiam ser deformadas. Após este processo, os pontos são ligeiramente martelados e limpos com vapor para remover traços de contato humano. A pele de crocodilo é vaporizada por escama.
  • Você verá a costura exterior onde as peças são unidas, como a aba superior da Birkin, ou onde o couro exterior encontra o forro. Depois de terem sido costuradas, estas peças serão lixadas e unidas para dar a ilusão de que elas sejam um pedaço único de couro.

Outros

Saco protetor:

  • Os sacos protetores vintage são feitos de veludo castanho.
  • Enquanto os sacos protetores mais recentes são feitos de flanela de algodão laranja.
  • Nos sacos feitos após 2007, a Hermès usa um toile bege e castanho claro.
  • Todos possuem o nome Hermès e o logo Due du Carriage no centro.
  • A capa de chuva é um material plástico que é suave ao toque, e incluído em cada saco.

Caixa:

  • Será feita de um papelão de cor laranja pesado com o nome Hermès e logo impresso no centro da bolsa

Clochette, chave e cadeado:

  • A capa da clochette é feita de um pedaço de
  • O cadeado terá "HERMES" gravado na parte inferior juntamente com o número da chave correspondente e um número de série.
  • O número gravado na chave deve coincidir com o cadeado incluso. O nome "HERMÉS" deve estar gravado no lado oposto.
  • As bolsas produzidas antes do ano 2000 não possuem número de série sob o cadeado, apenas o nome da marca e o número de chave correspondente.
  • Existem algumas bolsas Hermès vintage com conjuntos de chave e cadeado, que também terão o nome Hermès gravado no lado oposto.
  • A maison mudou a numeração do cadeado diversas vezes, assim, ela não será consistente.

Papelaria:

  • As bolsas não são vendidas com certificados de cartão ou papel.
As etiquetas nunca estarão presentes nas bolsas Hermès.
  • Infelizmente, os recibos não são uma garantia de autenticidade. Caso haja um recibo incluído, veri- fique o número da loja Hermès e número correspondente e verifique se a bolsa veio da loja.
  • Cada cliente tem um assistente de vendas que pode validar se uma bolsa e modelo foi comprado em sua boutique.
  • As bolsas Hermès nunca virão com etiquetas de plástico ou etiquetas penduradas.

Lenços

  • A Hermès ainda usa a velha forma de estampagem: Coloração manual, através de camadas de folhas de acetato. Depois que um projeto foi terminado, os artistas separam estes projetos nos compósitos, e a coloração (com a tintura vegetal) do lenço de seda de Mulberry é realizada com uma cor de cada vez (com cada cor que está sendo secada por um mês antes que outra seja aplicada) isto resulta em designs que levam aproximadamente 1700 horas para serem finalizadas!
  • Embora esta seja a técnica usada por eles, você nunca verá uma impressão que tenha saído do padrão ou uma cor que deveria estar onde não está.
  • A seda Mulberry usada pela Hermès nunca será leve e frágil, ela pesaria cerca de 63 gramas, ou cerca de 2,2 onças. Você a sentirá muito substancialmente em suas mãos, ela também não é transparente.
  • É importante ressaltar que as fibras de seda encolherão ao longo do tempo - por isso, se um lenço vintage não se enquadra nas medidas de Hermès, isso é normal.
  • Outro ponto de veracidade nos cachecóis seria a inclusão do jacquard no lenço. Isso vai dar um efeito 3D para o lenço, e é muito difícil de imitar.
  • Deve haver uma marca de direitos autorais "© HERMÈS" com o símbolo de direitos autorais (o "C" em um círculo) com a palavra Hermès-NOT "Hermes-Paris". Novamente, o segundo "e" deve ter um acento francês. Em cada peça feita pela maison, eles sempre incluirão as marcas diacríticas apropriadas. Isso é algo que eles nunca irão errar, nem esquecer. A marca de direitos autorais é geralmente localizada no canto superior esquerdo do lenço.
  • A maioria dos lenços a partir dos anos 80 terá a assinatura do artista e o título da série discretamente incluída na estampa.
  • A etiqueta de cuidados com o lenço será disponibilizada somente nos idiomas inglês e francês. Nunca será disponibilizada em outro idioma. Estará escrito somente "Fabrique en France/100% Soie/ (símbolos de limpeza)" ou "Made in France/100% Silk / Dry Clean Only". Isso também só será costurado no canto, e em, no máximo, três lados exteriores da etiqueta. O quarto lado interno é deixado sem costura de modo a não interromper o design do lenço.
  • Lenços Hermès só serão produzidos na França. Em nenhum outro lugar.
  • As bordas do lenço serão enroladas para a frente (o lado vibrante).
  • As bordas do lenço também serão sempre costuradas à mão. Eles sempre usarão um fio tonal, ou
seja, o fio sempre combinará com o lenço. Você deve apenas ver pontos da frente, mas você vai vê-los a partir da parte traseira, uma vez que eles usam um ponto muito apertado. Estes pontos terão metade de um centímetro de distância em torno dos cantos e um centímetro inteiro em qualquer outro lugar. Mas, haverá variações - um testamento à natureza da produção manual dos lenços.
  • Caso haja dúvidas sobre a existência da estampa, a Hermès possui um extenso arquivo on-line de todas as estampas já produzidas. Caso a estampa seja realmente autêntica, ela deve aparecer nos registros•. Os lenços virão em uma caixa quadrada, cuidadosamente dobrados, fechados com tecido Hermès. Os papeis virão em um pequeno envelope branco.

Relógios e Acessórios

Aqui estão algumas coisas a observar sobre os relógios e acessórios Hermès: - Os mesmos padrões de qualidade para artigos de couro aplicam-se aos seus acessórios também. Deve haver um certo padrão para esta cadeia. Eles não serão frágeis. O brilho será um ouro amarelo profundo.

  • Todas as peças terão costura manual de sela. Depois, elas são lixadas e ligados para fazê-las parecer como uma única peça.
  • Pulseiras, cintos e relógios de couro seguirão as regras do couro: Cor do selo combina com o hardware da bolsa.
  • O hardware para acessórios terá um acabamento em paládio, banhado a ouro, ouro escovado, prata, prata escovada, rutênio ou guilhoche. O Hardware para relógios e joias de alto padrão terá um acabamento de paládio, ou prata, ou material dourado.
  • Na parte inferior da fivela Constance, a marca "Hermès" e o selo do artesão serão gravados.
  • Na parte de trás dos relógios, o logo Hermès Due du Carriage será encontrado gravado ou impresso.

Mais detalhes importantes

Hermès usa marcas invisíveis para registrar quando a peça foi feita e quem a fez. Estes aparecerão atrás do cinto direito da Birkins e Kellys, no interior (próximo da abertura) das bolsas menores e as bolsas de tecido, na parte inferior das fivelas de Constance, entre outros. A seguir, uma tabela que mostra os diferentes tipos de selos invisíveis usados, e seus anos correspondentes.

Tabela de Ano de Fabricação:

A Hermès também coloca um selo extra para peças que foram feitas com couros exóticos. Normalmente é colocado ao lado da marca "HERMÈS/PARIS/MADE IN FRANCE". Aqui estão exemplos dos difer- entes selos exóticos abaixo.

Outro tipo de estampagem que ocorre nas bolsas Hermès é a marca "Shooting Star". É uma marca que caracteriza a imagem de uma estrela cadente. Isso significa que a peça é feita por pessoas envolvidas na Hermès.

Desmistificadores
Existem alguns mitos que cercam o império Hermès, especialmente com seus artigos de couro. Nós gostaríamos de acabar com alguns deles.

  • Falta o acento do segundo E neste lenço da Hermès. Este lenço é falsificado. FALSO Haverá casos raros onde não haverá marcas diacríticas em um lenço Hermès. Elas aparecem nas coleções "Automobile" e "Varangues".
  • O número gravado no cadeado e na chave não corresponde à idade da bolsa. Esta bolsa é falsificada. FALSO. Devemos levar em conta que as chaves, fechaduras e clochettes são pequenos itens que poderiam facilmente se perder. Portanto, há uma possibilidade de que estes poderiam ter sido comprados separada- mente da bolsa.
  • A estampa do logotipo utilizada é uma marca invisível. Esta bolsa é falsificada. FALSO. A Hermès usa a es- tampa exterior invisível em algumas de suas bolsas. Isto também ocorre nas bolsas de tecido, onde elas são estampadas no interior.
  • Esta peça Hermès diz que ela foi produzida na Itália. Este item é falsificado. Verdade, mas... O Ateliê principal da Hermès está em Pantin, um subúrbio de Paris, onde mais de 300 trabalhadores estão espalhados por 15 oficinas. Os únicos itens produzidos fora de Paris são os relógios que poderiam ser feitos na Suíça, mas este é um caso muito raro.